Ficámos hoje a conhecer, dia 22 de Junho, após o término do jogo entre Brasil - Colômbia, o alinhamento dos quartos-de-final. Antevê-se grandes encontros. Chile - Uruguai (25 Junho) e Argentina - Colômbia (27 de Junho) são os pratos fortes dos quartos-de-final. Bolívia - Peru (26 Junho) e Brasil - Paraguai (27 de Junho) perfazem o restante quadro dos quartos-de-final. Assim, acabaram por passar à fase seguinte os grandes favoritos à conquista da prova: Uruguai, Brasil, Argentina, Colômbia e Chile.

No grupo A, apesar da vitória sobre o México, o Equador não conseguiu seguir em frente, pois, com três pontos, foi o pior terceiro classificado entre os três grupos. O Chile, com um Vidal a tentar perdoar-se pelo erro fora das quatro linhas, e com um Alexis Sanchéz inspirado, conseguiu golear a Bolívia, e deixar patente mais uma vez que tem qualidade para se assumir como uma das grandes seleções favoritas à conquista da #Copa América. Seria a primeira conquista para o país. Apesar da derrota, a Bolívia já tinha conquistado quatro pontos e o respetivo segundo lugar deste grupo.

No grupo B, a Argentina no jogo 100 do seu astro maior, #Lionel Messi, conseguiu levar de vencida a Jamaica, mesmo num jogo em que pouco convenceu ou deslumbrou. Foram realizados os serviços mínimos por parte dos argentinos. No outro jogo, o Paraguai e o Uruguai empataram a um golo, num jogo mal jogado por parte das duas equipas, em que poucas foram as claras oportunidades de golo. Mas tal resultado servia às duas equipas, e assim o Paraguai, passou em segundo lugar, com cinco pontos. O Uruguai passou em terceiro com quatro pontos. Tal passagem do Uruguai irá alimentar mais uns dias o suspense sobre o futuro imediato de Maxi Pereira, disputado entre SL Benfica e FC Porto. O defesa direito assumiu em conferência de imprensa de antevisão desta terceira jornada que apenas após o término da prova irá decidir sobre o futuro, escolhendo se renova com o Benfica ou se embarca noutra aventura.

No grupo C, as quatro equipas partiram todas empatadas a três pontos para a derradeira ronda da prova, tendo todas as seleções possibilidades de passar. A Colômbia assumia-se como favorita no jogo perante o Peru, mas não foi além de um empate a zero, ficando em risco de ficar fora da prova. O Brasil deu uma ajuda aos colombianos, levando de vencida uma Venezuela, frágil no seu sector defensivo e algo descrente no seu ataque. Dois a um foi o resultado final.

O Brasil, que está desfalcado da sua estrela maior Neymar, que poderá não jogar mais nesta copa américa devido aos quatro jogos de castigo que levou após a expulsão no jogo anterior com a Colômbia (aguarda-se resposta ao recurso do jogador), classificou-se em primeiro com seis pontos. O Peru, grande surpresa do grupo, classificou-se em segundo lugar com quatro pontos, os mesmos da Colômbia que passou em terceiro. A Venezuela despediu-se do Chile em quarto lugar com três pontos.

Aguarda-se assim pelos quartos-de-final da competição, com elevada expetativa para confirmar se as favoritas passarão à fase seguinte, sendo elas o Uruguai (detentor do troféu), Argentina e Brasil.