O Leicester City, que milita na #Premier League, anunciou a demissão por justa causa de três jogadores, entre eles o filho do treinador. Os jogadores em questão são Tom Hopper, Adam Smith e James Pearson, filho do treinador Nigel Pearson que, por ironia, nos últimos anos até tem sido um dos rostos contra o racismo no futebol. Em causa está um vídeo de uma orgia realizada e gravada pelos jogadores num quarto de hotel em Banguecoque, com várias prostitutas tailandesas. No vídeo, que se tornou viral, depois de ter sido lançado pela comunicação social britânica, é possível ainda, além do cariz sexual, ver os jogadores a tecer comentários racistas e a insultar as prostitutas.

A situação ocorreu aquando da digressão que o clube realizou à Tailândia depois de a temporada ter terminado e o clube já veio a público recriminar a atitude dos jogadores, afirmando em comunicado: "O Leicester City está plenamente consciente da posição que tem (na sociedade), bem como os jogadores, como representantes de Leicester, da Premier League, da Associação de Futebol Inglesa e os fãs". O clube acrescenta que "o Leicester está empenhado em promover uma mensagem positiva da comunidade, os valores da família e da igualdade e sustentar os padrões esperados de um clube com sua história, tradições e aspirações".

A situação torna-se ainda mais caricata, uma vez que o atual proprietário do Leicester City é o tailandês Vichai and Aiyawatt Srivaddhanaprabha, tendo este factor gerado ainda mais desconforto no seio do clube pelos factos terem ocorrido numa digressão no país natal do seu proprietário.

José Mourinho, treinador do Chelsea, clube que também realizou uma digressão de final de época na Tailândia, advertiu os seus jogadores para terem cuidado com as prostitutas tailandesas, "prevendo" uma situação destas, sendo que o escândalo sexual envolvendo jogadores do Leicester City rebentou poucos dias depois.

A título de curiosidade, os 3 jogadores em questão, Tom Hopper (avançado), Adam Smith (guarda-redes) e James Pearson (defesa) estiveram todos emprestados na última época aos seguintes clubes de divisões inferiores em Inglaterra: Scunthorpe, Mansfield e Peterborough, respectivamente.