Português por português. O Olympiakos deverá eleger Marco Silva para suceder a Vítor Pereira no comando técnico. O ex-treinador do #Sporting poderá ser confirmado nas próximas horas pelo clube grego. Recorde-se que depois da conquista do título, Vítor Pereira decidiu rumar ao Fenerbahçe (Turquia).

De acordo com a TVI, as negociações entre Marco Silva e o Olympiakos já estão numa fase muito adiantada, mas o vínculo não poderá ser assinado antes do técnico se desvincular do Sporting. Os "leões" instauraram um processo disciplinar ao treinador para despedimento por justa causa, mas só com o desfecho do mesmo processo é que Marco Silva ficará livre.

Processo para despedimento por justa causa

Depois da vitória na Taça de Portugal, o Sporting instaurou um processo a Marco Silva com vista ao despedimento por justa causa. A imprensa adianta que a não utilização do fato oficial do clube num jogo da Taça de Portugal e a falta de comparência a uma reunião estarão entre os motivos. A defesa do técnico já entregou a resposta à nota de culpa à SAD verde e branca, sem revelar à comunicação social os argumentos utilizados. Depois de umas férias no Algarve, Marco Silva estará agora na Grécia a ultimar as coisas com o Olympiakos.

Vítor Pereira de saída depois do 42.º título do Olympiakos

Como já se sabia, Vítor Pereira está de saída do Olympiakos, rumando ao Fenerbahçe da Turquia, onde tentará alcançar mais um título nacional. O antigo treinador do FC Porto esteve apenas seis meses ao leme dos gregos, alcançando mais um título para o clube. Foi o 42.º troféu de campeão nacional do emblema de Pireu e o quinto de forma consecutiva - o Olympiakos está, de resto, a exercer um forte domínio no futebol helénico, ao conquistar também três das últimas cinco edições da Taça nacional, fazendo este ano a "dobradinha".

Do Estoril ao estrangeiro em duas épocas

Marco Silva é um dos técnicos portugueses mais promissores da nova geração, e, depois de levar o Estoril à Liga Europa da 2.ª Liga até à Liga Europa (duas presenças consecutivas), foi o eleito do Sporting para tentar alcançar o título da 1.ª Liga. Em Alvalade, a experiência de Marco Silva não terminou da melhor forma, com polémicas a surgirem logo nos primeiros meses do contrato que seria para quatro épocas. A conquista da Taça de Portugal não foi suficiente para Marco Silva manter o cargo, sendo sucedido por Jorge Jesus.