Bernardo Silva, antiga estrela da formação benfiquista, e que está a viver um momento fantástico no AS Mónaco, onde foi o melhor marcador e é um dos jogadores mais acarinhados do campeonato francês, foi protagonista numa reportagem realizada pela SportTV, em que o jogador revelou como foi a sua saída do clube encarnado. Para além da saída, falou também do regresso e do sonho que seria ser presidente do #Benfica, mesmo que já não conseguisse ser jogador ou treinador do clube da águia.

A revelação foi feita por Pepa, antigo treinador da equipa de Juniores do Benfica, que salientou a seriedade com que Bernardo Silva fez a revelação. Foi num jantar de comemoração da equipa de Júnior, no primeiro ano do craque benfiquista nesse escalão, em que Bernardo Silva pediu para discursar. Um discurso apaixonado, sério, como revelou Pepa aos microfones da estação televisiva, em que o jovem jogador da formação encarnada despiu o fato de jogador e assumiu todo o seu fervor de adepto benfiquista.

"Quero um Benfica ganhador, mas não é a ganhar um ou dois campeonatos; quero tetras e pentas, quero Ligas dos Campeões, quero o Benfica a ser dos maiores da Europa", terá dito Bernardo nesse discurso, salientando que apostaria tudo na formação, e dando outras opiniões sobre como a gestão dos encarnados deveria ser.

Questionados sobre essa hipotética situação, alguns colegas do jogador riram-se e comentaram a ambição do craque. "Acho que ele devia pensar mais no futebol; ainda está a começar a carreira, tem tudo para ser brilhante, mas não digo que ele não tivesse essa capacidade", disse João Moutinho, internacional português e colega do jogador no Mónaco. Ricardo Carvalho também prefere que o jogador se concentre na sua carreira de jogador, mas diverte-se a pensar nessa situação e gaba-lhe o benfiquismo. Já Leonardo Jardim refere que o jogador tem muita dificuldade em despir o fato de benfiquista, mesmo quando está no balneário monegasco, onde é habitual ouvirem-se cânticos pelo Sport Lisboa e Benfica, vindos da antiga estrela da formação encarnada, que só não joga no Benfica porque Jesus não o quis.