A Federbet, entidade reguladora das apostas online, suspeita que o resultado do encontro da Primeira Liga entre o Penafiel e o #Benfica, realizado no dia 9 de Maio, poderá ter sido viciado. A equipa lisboeta venceu o desafio por 4-0, mas vê agora o resultado posto em causa pela Federbet. Este organismo apresentou esta terça-feira, 2 de Junho, no Parlamento Europeu, o relatório anual sobre jogos viciados.

Segundo noticia a agência LUSA, as conclusões deste documento indicam que Portugal é um dos países onde este fenómeno mais cresceu nos últimos tempos, em particular na última temporada, com uma maior incidência nos jogos respeitantes à Segunda Liga, uma prova classificada por Francesco Baranca, secretário-geral da Federbet, como uma "competição doente". Baranca sublinhou que a suspeição que recai sobre o Penafiel-Benfica não se deve à goleada infringida pelo clube da Luz à turma de Penafiel, numa partida em que o Benfica partia claramente como favorito e que acabou por ditar a despromoção do clube nortenho. No entanto, as movimentações frenéticas que se verificaram no mercado das apostas on-line e a forma como estas se processaram fizeram nascer as suspeitas em torno deste desafio.

O secretário-geral da Federbet fez questão de salientar que um resultado viciado não implica, necessariamente, que todos os intervenientes estivessem a par de qualquer eventual irregularidade. Francesco Baranca adianta que "provavelmente o Benfica até foi vítima" de corrupção. Uma coisa é certa, o organismo que vigia o mundo das apostas on-line vai apresentar várias queixas na justiça portuguesa, relativamente a diversos encontros que poderão ter sido alvo de viciação de resultados. Uma destas queixas inclui um jogo particular "fantasma", envolvendo o Freamunde, que nunca chegou a acontecer, mas que apesar de tudo conheceu um resultado final.

Resta agora aguardar pelo desfecho deste caso que vem levantar, novamente, toda uma série de questões quanto ao mundo das apostas desportivas, um pouco por todo o mundo, e que já começa a ser uma banalidade nos dias que correm. #Primeira Liga Portuguesa