Nesta segunda jornada, as seleções favoritas levaram de vencida os seus adversários, menos o Brasil, que perdeu com a Colômbia. Maior destaque para o jogo do Chile - México, que foi considerado até agora o melhor jogo da competição. No grupo A, a segunda jornada iniciou-se com um Equador - Bolívia.

Depois da derrota no primeiro jogo diante do Chile, este jogo assumia grande importância para as contas do Equador. Mas ao intervalo as contas não eram favoráveis, com o resultado a marcar três a zero a favor da Bolívia (golos marcados por Baldés, Smedeberg e Martins). Na segunda parte, realce para a mudança de atitude e tentativa de construir uma remontada no resultado por parte dos equatorianos, que conseguiram manter a incerteza até ao final do jogo, lutando ao máximo pelo empate. Apesar dos esforços, não foram além do 3-2 final, a favor dos bolivianos (marcaram para o Equador Enner Valencia e Bolaños).

No Chile - México, deste mesmo grupo, assistimos ao melhor jogo até agora da competição. Jogo frenético, repleto de oportunidades para os dois lados, com resultado incerto até ao final, em que o empate se tornou o resultado mais justo, uma vez que nenhuma equipa merecia perder. Muitas vezes o jogo esteve partido, onde as táticas eram esquecidas, tamanha a entrega, dedicação e atitude solidária das duas equipas, onde o que importava era o #Futebol espetáculo e a conquista dos três pontos para a pátria. Acabou com um empate a três bolas. Para a seleção da casa Vidal marcou por duas vezes e Vargas. Do lado mexicano, Vuoso marcou por duas vezes e Jiménez (avançado do Atlético de Madrid, que está na lista de potenciais reforços de FC Porto e SL Benfica). O grupo fica, à segunda jornada, com a seguinte classificação: Chile (4 pontos); Bolívia (4 pontos); México (2 pontos); Equador (0 pontos).

No grupo B, o surpreendente Paraguai conseguiu levar de vencida a Jamaica. O golo da vitória paraguaia foi marcado por Benítez. Mais tarde, na noite do dia 16 de Junho, disputou-se o jogo sensação da segunda jornada, com duas das candidatas ao título, a defrontarem-se: Argentina - Uruguai. A Argentina, devido ao seu trio maravilha, Messi - Aguero - Di Maria, esteve muito por cima do jogo, apesar de ter sido uma partida mais europeia e mais tática do que, por exemplo, o jogo do Chile diante do México. As oportunidades de golo foram surgindo mais para o lado argentino. O Uruguai tentava com a sua raça e o seu jogo mais físico impedir as investidas argentinas, havendo muitas quezílias durante a partida. Já na segunda parte, Aguero marcou o único golo da partida. O Uruguai ainda tentou chegar ao empate e teve oportunidade para tal, mas Romero segurou a vitória argentina. A classificação do grupo B é: Argentina (4 pontos); Paraguai (4 pontos); Uruguai (3 pontos); Jamaica (0 pontos).

No grupo C, o jogo em destaque foi o Brasil - Colômbia, onde os colombianos se colocaram em vantagem ainda no primeiro tempo por Murillo. O resultado não mais se alteraria. Neymar teve uma noite desinspirada e tentou levar a orquestra brasileira para a frente, mas sem sucesso. Já após o apito do árbitro, Neymar e Bacca acabaram expulsos por desentendimentos.

Para finalizar esta jornada, tivemos esta noite o Peru - Venezuela, que terminou com o resultado a 1-0 para os peruanos, com golo de Pizarro, num jogo muito duro e faltoso. A partida ficou marcada com a expulsão justa aos 29' de jogo do venezuelano Amorebieta por pisar Guerrero. O grupo ficou com as equipas todas empatadas com três pontos, fazendo antever uma terceira jornada emocionante. #Copa América #Lionel Messi