Depois de uma derrota ao cair do pano no jogo anterior com o Japão, a selecção inglesa conseguiu um feito histórico, ao vencer a Alemanha no jogo a contar para o terceiro lugar do Campeonato do Mundo de #Futebol Feminino 2015, a disputar-se no Canadá. Foi a primeira vitória das inglesas em 21 jogos com as germânicas e valeu uma medalha inédita no torneio. O golo da vitória foi marcado por Fara Williams. Foi apontado durante o prolongamento e veio confirmar o bom momento da equipa inglesa, cujas jogadoras são apelidadas de heroínas pela comunicação social do seu país.

90 minutos equilibrados

A partida começou com a Alemanha a assumir o favoritismo do jogo, com um cruzamento de Kemme em que a bola foi directa à baliza, mas que a capitã Houghton conseguiu tirar em esforço da linha de golo. Era o primeiro sinal de perigo das alemãs que, minutos mais tarde, viram Šašić a rematar fraco para defesa fácil de Bardsley. A partir daqui, as inglesas começaram a subir no terreno e a criar chances de golo, uma delas através de Hougton, com um remate à baliza em resposta a um cruzamento de Bronze.

Na segunda parte as alemãs continuaram a tentar abrir o marcador, primeiro através de Daebritz, e depois de Kebbe com remate de longe. Enquanto o jogo caminhava para o final as equipavas tentavam colocar-se em vantagem e as "leoas" quase o conseguiram através de Jill Scott que, apenas com Angerer pela frente, se atrapalhou com a bola e não conseguiu evitar a entrada da defesa alemã, que acabou por impedir o seu remate.

Decisão no prolongamento

Com um empate sem golos, o jogo seguia para prolongamento e foi a Alemanha que dominou os primeiros minutos, através de uma sequência de cantos que colocaram algum sufoco sobre a defesa inglesa. À entrada para a segunda parte da etapa complementar, já se sentia a urgência das duas equipas em marcar para evitar o desempate por grandes penalidades, mas foi exactamente de penálti que a Inglaterra acabou por se colocar na frente do marcador. Sanderson, que tinha entrado na segunda parte e estava a ser o elo mais fraco da sua equipa, foi agarrada por Kebbe dentro da área. Chamada a marcar o seu terceiro penálti na competição, Fara Williams não falhou e abriu o marcador com um remate indefensável para a guarda-redes alemã.

Era o tudo ou nada para as germânicas conseguirem a medalha de consolação e o empate esteve próximo, após cabeceamento de Schimdt que, sem oposição, atirou a bola ao lado. Era o último fôlego da equipa número um do mundo, que ficou muito aquém das expectativas à entrada para este torneio. Uma Alemanha demolidora contra equipas mais fracas, mas que teve dificuldades em fazer o seu jogo contra equipas mais ao seu nível.

As "leoas" fizeram história e festejaram a medalha de bronze como se de um primeiro lugar se tratasse. Depois de um Europeu para esquecer, e de uma derrota contra a França no primeiro jogo, a equipa conseguiu dar a volta e mostrou qualidade para lutar de igual para igual com as melhores equipas do mundo.