E, de repente, caiu por terra a possibilidade de Iker Casillas ser jogador do FC Porto na próxima época. Este cenário havia ganho enorme destaque nos últimos dias na imprensa internacional. No entanto, o jornal "Marca" revelou, esta quinta-feira, que o guarda-redes e o #Real Madrid, clube que sempre representou desde que começou a jogar futebol, não chegaram a acordo para a rescisão do seu contrato. Por isso, de momento, as conversações entre as duas partes cessaram, estando o negócio muito perto de poder ser dado como cancelado.

Na origem do problema estarão questões de ordem financeira que se assumem de elevada importância no desfecho do negócio. Para além das diferenças ao nível da tributação verificadas entre Portugal e Espanha, o jornal espanhol avança que Casillas queria receber na totalidade, e de forma bruta, o valor equivalente aos dois anos de contrato que lhe faltam cumprir no Santiago Bernabéu. A entrada em cena de um intermediário nas negociações, assim como o presumível elevado número de comissões, também terão sido responsáveis pela rutura que, neste momento, parece cada vez mais uma certeza.

Desta forma, o capitão do Real Madrid deverá mesmo realizar os exames médicos de início de época do Real Madrid e participar também no primeiro treino da equipa, agora sob as ordens de Rafa Benítez, que segue para estágio no sábado. Os "merengues" queriam, de resto, confirmar a saída de Casillas até esse dia. A despedida do guardião fica agora, obviamente, cancelada, a não ser que surjam novos desenvolvimentos nos próximos dias, algo improvável tendo em conta que Real e Casillas estão, depois dos acontecimentos de hoje, de costas voltadas.

Também Didier Drogba parece ser apenas uma miragem para o FC Porto. O jogador foi associado aos "dragões" nos últimos dias, à semelhança de Casillas. Neste caso, porém, tudo não parece ter passado de pura especulação. De acordo com o representante do jogador, Thierno Seydi, não houve qualquer sondagem ou oferta por parte dos "azuis e brancos" pelo avançado costa-marfinense. "Nada de nada", garantiu o empresário. #F.C.Porto #Mercado de Transferências