"Um jogador à Porto." Foi assim que Pinto da Costa descreveu João Moutinho a 3 de julho de 2010 quando o FC Porto surpreendeu o país ao comprar o passe do jogador português por 11 milhões de euros ao rival Sporting CP. Hoje, cinco anos depois, levanta-se a possibilidade de Moutinho regressar à Invicta. Com um salário demasiado elevado para o Mónaco, os franceses estarão mesmo a colocar a hipótese em cima da mesa.

A notícia foi também avançada pelo reputado jornal francês L'Equipe que classificou o negócio como "muito difícil" mas, segundo o que foi possível apurar, a hipótese não é tão irreal. Para já o FC Porto estará interessado apenas num possível empréstimo onde dividiria (ou pagaria na totalidade) o avultado salário de João Moutinho, que aufere cerca de 4 milhões de euros brutos por ano. Ainda assim, esse mesmo valor é bastante distinto, descontando os impostos em Portugal, comparando com o "paraíso fiscal" de que o AS Mónaco beneficia.

Ainda assim, o FC Porto e os seus dirigentes contam com um grande trunfo: a vontade do jogador. João Moutinho foi tricampeão no Dragão e foi na Invicta que teve os melhores anos da sua carreira no futebol. Apesar de ser um indiscutível na Seleção Nacional, Moutinho não tem vida fácil no AS Mónaco, onde surgem algumas opiniões fortes de que não rende o que deveria.

Outro forte interessado em poder contar com os serviços de João Moutinho é a equipa russa do Zenit, orientada por André Villas Boas, ex-técnico do médio português. O Zenit parece partir à frente na corrida, já que conta com maior poder financeiro para atacar o mercad,o e não é uma opção que desagrade na totalidade ao jogador. A preferência, contudo, recai nos azuis e brancos.

O FC Porto acredita na possibilidade do negócio e tenta jogar e pressionar o AS Mónaco, com quem possui boas relações, pela vontade do jogador. Um pouco à semelhança com o que aconteceu com Iker Casillas, os azuis e brancos tentarão convencer o jogador e jogar com o tempo para conseguir deter os direitos desportivos de João Moutinho.  #F.C.Porto #Mercado de Transferências