O Real Madrid reconheceu finalmente o valor que #Cristiano Ronaldo sempre pediu na capital espanhola. Com a recusa da proposta formal de 120 milhões de euros para a contratação do português por parte do PSG, tal como avança hoje o jornal “Record”, o clube merengue terá provado ao craque português que afinal ele é desejado em Madrid e essencial para o êxito da equipa. Depois do clube ter recusado a transferência mais cara de sempre do futebol mundial, #Real Madrid faz assim a maior declaração de amor a Cristiano Ronaldo, algo que o português há muito tempo procurava por parte da direcção do seu clube.

Florentino Pérez recusou uma proposta do PSG por Ronaldo que era praticamente irrecusável, demonstrando assim ao português e ao mundo o enorme valor que ele ainda pode acrescentar ao Real Madrid. Vários rumores indicavam que a direcção do clube da capital espanhola achava que Cristiano já estava na fase descente da sua carreira, mas com esta “nega” esses mesmos dirigentes provaram aos críticos do clube que não poderiam estar mais enganados.

Depois de um começo de pré-temporada muito conturbado, onde Cristiano Ronaldo apareceu a sair mais cedo dos treinos e a insultar e a acusar publicamente o seu novo treinador, esta notícia pode muito bem sair aquilo que o português esperava há muito tempo: o reconhecimento da sua importância no clube e da sua história. Para o melhor jogador do mundo só faltará mesmo o reconhecimento dos seus intransigentes adeptos, algo que terá de sentir a provar à entrada para a sétima temporada de camisola “blanca” ao peito.

Mas esta prova de amor dada pelo Real Madrid e Florentino Pérez será suficiente para acalmar e agradar os desejos de Cristiano Ronaldo? Segundo avança alguma imprensa espanhola, o português quer agora ser considerado o capitão de equipa e as divergências com o seu colega Gareth Bale estão completamente resolvidas. O português quer ser o líder incontestável da equipara esta próxima temporada e egos como os de Bale impedem que tal aconteça na sua totalidade.

Esta notícia pode simbolizar também uma aproximação entre o presidente do Real Madrid e Cristiano Ronaldo. Afinal, a direcção do clube merengue dá mesmo valor aos feitos e conquistas do português, algo que andou escondido durante 6 anos.