Continua animada a incursão do Sporting no mercado para renovar o seu ataque. Apesar dos muitos nomes apontados, o clube, até ao momento, só confirmou a contratação de Bryan Ruiz, que assinou um contrato válido até 2018 e está protegido por uma cláusula de rescisão fixada nos 60 milhões de euros. A transferência do costa-riquenho, porém, não invalida a chegada de mais avançados a Alvalade. Na verdade, os dirigentes leoninos têm dado continuidade a outros negócios que pretendem dar como fechados o mais rápido possível.

Ao que tudo indica, a turma "verde e branca" pretendia o regresso de Ricky van Wolfswinkel, mas clube e jogador não chegaram a acordo. Teófilo Gutierrez, outro dos nomes que tem vindo a ser associado aos "leões", é uma possibilidade que pode ter perdido força, mas as negociações continuam e estão longe de estar perdidas. Nesse sentido, o #Sporting, precavendo-se de um desfecho desfavorável no negócio em questão, tem outro jogador em mente, o grego Konstantinos Mitroglou.

Desacordo de verbas inviabiliza regresso

Parecia estar tudo certo para que van Wolfswinkel voltasse a equipar de leão ao peito. O acordo entre o Sporting e o Norwich, clube que detém o passe do atleta, parecia ser total, com os "leões" a comprometerem-se a pagar 5 milhões de euros pelo avançado que, na época passada, jogou por empréstimo nos franceses do Saint-Etiénne. Acontece que, conforme revelou fonte próxima do processo à "Lusa", o holandês exigiu receber em Alvalade um salário anual de 2.6 milhões de euros brutos, um milhão a mais do que havia ficado estabelecido antes de van Wolfswinkel rumar a Lisboa para assinar. Os "leões" não cederam e, por isso, o regresso do ponta-de-lança é uma possibilidade bastante remota.

Teo complica-se, mas Sporting não desiste

Também o avançado internacional colombiano se encontra mais longe de Alvalade. Neste caso, contudo, as hipóteses de ainda se alcançar um acordo são maiores. Apesar de o empresário de Teo Gutierrez ter confirmado, na tarde de terça-feira, um acordo entre Sporting e River Plate que estaria muito próximo de ser oficializado, o negócio complicou-se. O clube argentino, que detém metade do passe do jogador, decidiu, afinal, recusar a proposta leonina, anunciou o mesmo empresário em declarações ao "Maisfutebol". No entanto, o River Plate terá alguma urgência em resolver esta questão. Para além de ser acusado de dever seis meses de salário a Teo, o clube tem até esta sexta-feira para arranjar uma vaga na lista de jogadores estrangeiros inscritos, pelo que poderá ser do seu interesse deixar sair o avançado, ainda que não esteja disposto a fazê-lo a qualquer preço. Teo, por seu lado, está a fazer os possíveis junto dos organismos competentes para conseguir rescindir o seu contrato com justa causa e, posteriormente, assinar pelo Sporting.

Solução pode ser antigo companheiro de equipa de... Ruiz

Tendo em conta todos esses sobressaltos, os "leões" já equacionam outros nomes. Um dos preferidos da estrutura leonina será o de Mitroglou, avançado que pertence ao Fulham, clube ao qual o Sporting contratou Bryan Ruiz. De acordo com "O Jogo", o conjunto de Alvalade já tentou inclusive o empréstimo, com duração de uma época, do avançado grego, numa operação que custaria cerca de 1.5 milhões aos cofres "verde e brancos". O próprio representante do jogador, em declarações reproduzidas pelo mesmo jornal, revelou a vontade de Mitroglou em trabalhar com Jorge Jesus, embora um possível negócio ainda esteja longe de se concretizar. #Futebol #Mercado de Transferências