No início de Julho o F.C. Porto anunciou a transferência mais cara do futebol português. Os "dragões" tinham chegado a acordo com o Marselha para a contratação do francês Giannelli Imbula, por 20 milhões de euros. A verdade é que o F.C. Porto é a equipa que contrata mais caro em Portugal e a prova é o valor gasto na aquisição de jogadores. Vejamos o top 5 de transferências mais caras dos "azuis e brancos", de acordo com os valores divulgados pelo site online24.

Em primeiro lugar, e como já referido, Giannelli Imbula. Contratado ao Marselha neste defeso, o médio francês, de 22 anos, assinou contrato por cinco anos, até 30 de Junho de 2020. Julen Lopetegui teve um papel fundamental para convencer o jogador, habitual titular na equipa francesa, a assinar pelo clube do Dragão. Assim, com a contratação de Imbula neste defeso, os "dragões" ultrapassaram o seu anterior record, que estava também fixado a nível nacional.

Até então, o jogador mais caro do futebol português, e o segundo nesta lista, foi Hulk. O F.C. Porto pagou 19 milhões de euros, em 2008, para o jogador brasileiro se mudar do Tokyo Verdy para o Dragão. Numa primeira instância, a SAD portista pagou 5,5 milhões de euros por 50% do passe do atleta e, três anos depois, comprou mais 40% dos direitos económicos por mais 13,5 milhões. Porém, se os "dragões’" gastam milhões nas aquisições, também fazem pagar milhões pelos seus jogadores. Em 2012 Hulk foi vendido ao Zenit São Petersburgo por 60 milhões de euros. O clube de Pinto da Costa recebeu apenas 40 milhões de euros por 85% do passe do jogador. O empresário de Hulk esclareceu a distribuição dos restantes 20 milhões: o Atlético Rentistas do Uruguai receberia 9 milhões de euros (clube a que o F.C. Porto comprou parte do passe do jogador); 6 milhões para comissões de intermediação; 3 milhões para o fundo de solidariedade e 2 milhões para prémios desportivos.

Danilo chegou à cidade do Porto em 2011 vindo do Santos e é o terceiro jogador mais caro dos "azuis e brancos" e, novamente, a terceira transferência mais cara do futebol português. O valor da transferência do lateral fixou-se nos 13 milhões de euros, no entanto, a este montante foram acrescentados “encargos adicionais” num valor que ronda os 4,800 milhões. As contas são fáceis. Danilo custou aos cofres do F.C. Porto 17,800 milhões de euros. Um investimento recuperado este ano com a venda do brasileiro ao Real Madrid por 31,5 milhões. Um lucro de 13,6 milhões de euros para o clube nortenho.

Em quarto lugar e quinto lugar na lista das transferências mais caras dos "dragões", e com o mesmo valor pago, encontramos João Moutinho e Adrián López. O F.C. Porto gastou 11 milhões de euros em cada um dos jogadores. O médio internacional português trocou o Sporting (que ficou com 25% do valor de uma futura venda) pelos "azuis e brancos". Em 2013 foi vendido ao Mónaco por 25 milhões de euros. Já o avançado foi comprado ao Atlético de Madrid (60% do passe) em 2014 e ficou com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Não se conseguiu impor na equipa de Lopetegui e jogou apenas em 18 jogos oficiais, marcando um golo. De relembrar que, em Janeiro de 2015, sofreu uma lesão que o afastou dos relvados por 4 meses. Adrián López estava fora da lista do treinador do F.C. Porto e foi cedido ao Villarreal por uma temporada. #F.C.Porto #Mercado de Transferências