O ‘ok’ está quase dado para Raúl Jiménez. O avançado já realizou a maioria dos exames médicos e, caso tudo esteja bem, deve assinar contrato hoje, dia 12 de Agosto, pelo #Benfica. O acordo com o jogador mexicano, de 24 anos, é válido por cinco épocas e Rui Vitória já espera pelo atleta para começar os treinos com o restante plantel. Recorde-se que o jogador era um interesse das ‘águias’ há muito tempo.

As primeiras notícias, durante a semana passada, davam conta de que o clube da Luz teria comprado metade do passe do atleta, pertencente a Jorge Mendes, por três milhões de euros. No entanto, os valores não são, de todo, estes e o clube encarnado vai pagar ao Atlético Madrid 9 milhões de euros pela sua metade do passe – ficando o empresário Jorge Mendes com os outros 50%.

Com a contratação de Jiménez, e garantidos os dois avançados pedidos por Rui Vitória, o Benfica pode agora virar-se agora para o médio Marcelo Meli, do Boca Juniors. Segundo o jornal ‘Olé’, o clube de Buenos Aires pede 4 milhões de dólares (cerca de 3,6 milhões de euros), mas uma proposta a rondar os 3 milhões já deve satisfazer a equipa.

O passe do jogador está dividido entre o Colón, que detém 50 por cento do passe e o Boca Juniors que adquiriu os restantes 50 por cento, em 2014, por 750 mil dólares (680 mil euros). “Pensamos que um jogador como Meli, com 23 anos e uma enorme projeção, que pode jogar em várias posições, não vale menos do que 4 milhões de dólares”, afirmou fonte do Boca Juniors ao jornal ‘Olé’.

Desinteresse

Por outro lado, o Benfica já veio negar o interesse no médio Bruno Consendey, representado pelo antigo internacional português Deco. A ligação ao clube da Luz foi feita pelo pai do jogador de 18 anos numa mensagem de áudio que, além de criticar Rodney Gonçalves, o treinador da equipa Sub-20 do Vasco da Gama, dá conta de mais três equipas portuguesas interessadas.

“O Deco está atento a isso e até o dia 31 de agosto, se Deus quiser, vamos para Portugal. São quatro clubes interessados, mas não há nada definido ainda: FC Porto, Benfica, Sp. Braga e V. Guimarães. Mas o Bruno será emprestado, visto ter renovado com o Vasco por três anos e, assim, vai ser cedido por dois anos. O Bruno queria muito jogar no profissional do Vasco, mas não o valorizaram não lhe deram apoio total, e para ficar no Sub-20 e enfrentar um treinador que é muito fraco e que tem umas políticas erradas, preferimos ir embora", declarou o pai do jogador.      #Mercado de Transferências