O #Sporting conquistou, este domingo, a Supertaça Cândido Oliveira ao derrotar o #Benfica por 1-0. Os ‘leões’ entraram melhor no jogo em ambas as partes da partida e garantiram o oitavo troféu da Supertaça do seu palmarés. A equipa de Jorge Jesus apresentou-se mais concentrada e viu mesmo um golo mal anulado na primeira parte. No entanto, aos 52 minutos, Carrillo remata de fora da área, a bola bate em Gutiérrez e trai Júlio César, fazendo o único golo da partida. No final, a festa foi verde e branca.

A entrada dos pupilos de Jorge Jesus em ambas as partes do jogo foi o ponto fulcral para vencer um Benfica ainda à procura de rumo. Os encarnados entraram em campo com algumas novidades no onze: o jovem Nélson Semedo entrou como defesa direito, Ola John à sua frente no ataque, e a defesa foi entregue a Jardel e Lisandro López, na ausência do capitão Luisão. Na maior parte do jogo as duas equipas estiveram equilibradas, mas a vontade de vencer dos ‘leões’ superou as ‘águias’ que demoraram a sentir-se tranquilas na partida, só reagindo depois do golo do Sporting, mas sem grandes argumentos.

Sete minutos depois do golo da equipa de Alvalade, os encarnados podem queixar-se de uma grande penalidade não assinalada por Jorge Sousa, quando Carrillo derruba Gaitán dentro de área. No entanto, no fim, o jogo foi ganho pela equipa que mostrou uma melhor preparação para a época que está aí a começar. O Benfica continua sem vencer sob o comando de Rui Vitória e mostra que ainda está a recuperar da ‘era Jesus’.

Controvérsias

No final da partida, o treinador dos ‘leões’ protagonizou um momento polémico com o avançado benfiquista Jonas, que só terminou depois da intervenção de jogadores e equipas técnicas do Benfica e Sporting. Jorge Jesus cumprimentou o jogador com uma palmada na zona do peito, quando este seguia em sentido inverso. Jonas, não vendo quem o tinha tocado, não gostou e afrontou o ex-treinador.

Jesus já desvalorizou o incidente, porém, a Rádio Renascença dá conta de outro episódio, com os mesmos intervenientes, junto aos autocarros das duas equipas. Segundo aquele meio de comunicação social, o atleta brasileiro aproximou-se do autocarro leonino, onde Jorge Jesus estava à conversa, e retribuiu o gesto que levou dentro de campo. De dedo em riste, o avançado ainda gritou para o técnico: "Tem respeito pelos jogadores do Benfica". O jogador canarinho voltou depois para o autocarro das águias, sem ligar a Jesus que ficou a pedir explicações.

Recorde-se que o ponta-de-lança chegou ao Benfica depois de deixar o Valência e poucos acreditaram nas capacidades do considerado ‘velho’  jogador de 31 anos. No final da época, Jonas foi distinguido pelo site oficial da UEFA como o futebolista do ano na Liga Portuguesa e marcou 31 golos em 35 jogos pelos encarnados. #Futebol