A crise económica do Parma não parece ter fim à vista e, desta vez, os responsáveis estão a leiloar material do clube italiano. Entre esse material estão várias taças conquistadas em competições internas e europeias. Através do site fallimentiparma, os interessados podem adquirir até setembro as Taças de Itália de 1992, 1999 e 2002, a Supertaça de Itália de 1999, a Taça das Taças de 1993, a Supertaça Europeia de 1994 e ainda as Taças UEFA de 1995 e de 1999. Mas não são apenas as taças que estão a ser leiloadas, avança o site Maisfutebol. Podem também ser adquiridos telemóveis, televisões, equipamento médico e desportivo e também o próprio logotipo do clube.

Tudo isto até às 18 horas de 11 de setembro, dia até ao qual os gestores da falência do clube aceitam propostas. Estas propostas serão seguidamente analisadas durante cerca de um mês. Os preços não estão listados, já que as taças são considerados prémios dados ao clube e, por isso mesmo, não fazem parte do orçamento do mesmo. Segundo o site Football Italia, há ainda outros troféus ganhos pelo clube transalpino listados para leilão.

Para os interessados em comprar os troféus de competições organizadas pela UEFA, interessa saber que é necessária uma autorização do organismo que gere o futebol europeu para poder comprar os mesmo. Segundo os regulamentos da UEFA, “réplicas dos troféus oferecidos aos vencedores das competições devem permanecer sob o domínio do clube sempre e não devem deixar o país do clube sem autorização escrita da UEFA”.

À venda por um euro

A crise económica que afeta o clube já não é nova. No ano passado o Parma foi posto à venda por apenas um euro e acabou por ser comprado pelo Mapi Group, um grupo russo-cipriota. Com esta compra veio também uma mudança de nome. O antigo Parma Football Club passou a ser Parma Calcio 1913. Mas nem esta venda evitou a bancarrota, que acabou por ser anunciada em março deste ano. Ainda assim, foi permitido ao Parma disputar os restantes jogos da Serie A italiana, onde acabou no último lugar. Na época 2015/16 o clube irá disputar a Serie D do campeonato italiano sob a presidência de Nevio Scala, antigo treinador da equipa.

Pelo Parma Calcio 1913 passaram, no final dos anos 90 e início do novo século, jogadores bem conhecidos do futebol italiano como Fabio Cannavaro (entre 1995 e 2002) e Buffon (entre 1995 e 2001), sendo que o primeiro chegou mesmo a capitanear a equipa. O clube transalpino, fundado a 16 de dezembro de 1913, contou ainda com alguns portugueses, nomeadamente Fernando Couto (1994 a 1996 e 2005 a 2008) e Silvestre Varela na época passada por empréstimo do Futebol Clube do Porto. #Série A #Insólito