A Liga Record é um jogo que move paixões. Com um orçamento de 40 milhões de euros, os participantes assumem o papel de treinador de bancada e constroem a sua equipa de 23 jogadores. Com três jornadas de adaptação e também à espera do fecho do mercado, a Liga Record começou nesta última jornada. Os prémios, esses, foram alargados. A nível semanal passam agora a ser cinco premiados, e a nível geral o automóvel para o vencedor continua no topo das atenções. Indo de encontro às pontuações de todos os jogadores, a equipa ideal desta jornada é a seguinte:

Na baliza, Marafona assume as rédeas. O guarda-redes do Paços de Ferreira fez uma bela exibição que valeu sete pontos. Quatro pela exibição, dois por não sofrer golos e um pela vitória conseguida com o golo de Diogo Jota. 

Na defesa, Ruben Ferreira alcança o lugar no onze graças ao golo obtido na vitória do Marítimo frente ao Vitória de Setúbal. Com seis de pontuação, o defesa português é acompanhado por mais dois jogadores portugueses que conseguiram cinco. Apesar de haver um leque de defesas com cinco pontos (graças a terem ganho a partida, sem sofrer golos),  João Aurélio (Nacional) e João Afonso (Vitória de Guimarães) são duas opções viáveis para o 11 da semana da Liga Record.

No meio campo, Ghazaryan foi o homem com mais pontos. Os dois golos, obtidos pelo internacional arménio, permitiram, a quem o tivesse na sua equipa, alcançar 10 pontos. Com menos um golo, mas talvez um dos mais belos da jornada, Talisca também entra no 11 da Liga Record. Com oito pontos, o brasileiro conseguiu regressar aos golos!

Adrien, que marcou de grande penalidade o primeiro golo do Sporting nos Arcos, soma seis pontos e é o terceiro médio mais pontuado. Para fechar o meio-campo tínhamos duas opções de cinco pontos: Montoya (Vitória de Guimarães) e Leandro Chaparro (Estoril). A nossa escolha vai recair no Leandro Chaparro, pois teve um jogo mais difícil frente ao Sporting de Braga e foi um dos melhores da partida.

No setor mais avançado do 11, temos três avançados com golos no cartório. Jonas fez dois golos e foi a grande figura da jornada, obtendo 12 pontos. No final da jornada, foi o jogador que angariou mais pontos, conseguindo um bónus de 5 pontos. Tudo somado, 17 pontos, que podem ser 34 caso seja o capitão da sua equipa. A acompanhá-lo temos uma estreia do nosso campeonato: Jesus Corona, extremo do FC Porto, ajudou a sua equipa com dois golos e tem lugar no 11 da Liga Record. Na Madeira, Dyego Sousa também bisou, somando o mesmo número de pontos que Corona e entrando diretamente nas nossas contas.

No banco, os treinadores também contam e a cada jornada há a opção de escolher o treinador que prevemos que irá conseguir mais pontos. Nesta 4.ª jornada, Ivo Vieira do Marítimo é o mais pontuado com oito pontos. #Benfica #Jogos #Futebol

11 Liga Record

  •  Marafona: 7 pontos
  •  Ruben Ferreira: 6 pontos
  •  João Aurélio: 5 pontos
  •  João Afonso: 5 pontos
  •  Ghazaryan: 10 pontos
  •  Talisca: 8 pontos
  •  Adrien: 6 pontos
  •  Leandro Chaparro: 5 pontos
  •  Jonas: 34 pontos (capitão)
  •  Corona: 9 pontos
  •  Dyego Sousa: 9 pontos
  •  Ivo Vieira: 8 pontos
  •  Total: 112 pontos