Não é novidade que quando se fala em transferências e dinheiro há o nome de um português que vem sempre à cabeça das pessoas: Jorge Mendes. O empresário gere milhões de euros em jogadores. Os clubes vão ter com ele para contratarem e o empresário português agradece. Mais uma vez, e depois de ser o protagonista fora de campo no jogo que opôs Monaco e Valencia no play-off da Liga dos Campeões, agora o superagente foi protagonista no mercado de transferência de Verão. O motivo? Os 400 milhões de euros que, segundo o jornal A Bola, Mendes movimentou em negociações.

O empresário representa grandes nomes do futebol, nada de novo. Mas, neste defeso, alguns desses atletas mudaram de clube e fizeram o agente ganhar alguns milhões. Foi o caso de Di María. O argentino trocou o Manchester United pelo Paris Saint Germain por 63 milhões de euros.

Já Otamendi trocou o Valencia, clube com que o empresário tem boas relações, pelo Manchester City por 45 milhões de euros. Em duas transferências o agente moveu 108 milhões, mas as contas continuam. Em Espanha, Mendes transferiu Arda Turan do Atlético de Madrid para o Barcelona por 34 milhões.

Porém, o maior negócio deste defeso intermediado pelo empresário foi o do jovem francês Anthony Martial, do Monaco para o Manchester United, por 80 milhões de euros. Este valor está sujeito ao cumprimento de alguns objectivos que foram revelados, no passado sábado, dia 5 de Setembro, pela imprensa inglesa. O jornal The Sun divulgou que o clube inglês pagou 50 milhões pelo internacional francês e terá de pagar mais 10 milhões de euros se o atleta marcar 25 golos durante os quatro anos de contrato, mais 10 milhões se Martial atingir 25 internacionalizações pela França e outros 10 milhões de euros se o avançado vencer a Bola de Ouro (fazendo o total de 80 milhões).

No total de transferências, Mendes já soma 222 milhões de euros até ao momento… em quatro negócios. A juntar ainda as transações dos jogadores Abdnennour, Kurzawa e Carrasco, todas acima dos 20 milhões. No entanto, o empresário intermediou ainda a venda de Jackson Martínez do FC Porto para o Atlético de Madrid, por 35 milhões de euros, e de Ivan Cavaleiro para o Monaco, por 15 milhões. O superagente esteve ainda envolvido nas transferências de Aderlan Santos do SC Braga para o Valência e Éder para o Swansea.

Também de referir que Jorge Mendes possui a outra metade do passe de Raúl Jiménez, jogador contratado nesta janela de transferências pelo Benfica - negócio em que o agente esteve também envolvido.

No total o valor das transações em que o empresário esteve envolvido ascenderam a 399,6 milhões de euros. E o valor poderia ter sido superior, caso o negócio de De Gea se tivesse concretizado entre o Manchester United e o Real Madrid. #Mercado de Transferências