O clássico de ontem, dia 20 de Setembro, que opôs frente a frente, no Estádio do Dragão, os dois eternos rivais, Futebol Clube do Porto e Sport Lisboa e Benfica, ainda dá que falar. No final do jogo, Rui Vitória, treinador dos encarnados, criticou a arbitragem dizendo que Maxi Pereira deveria ter sido expulso depois do segundo amarelo no decorrer da segunda parte, afirmando ainda que este lance acabaria por mudar o rumo do jogo. Rui Vitória não se ficou apenas com este apontamento e acrescentou que Maicon, defesa central do FC Porto, deveria ter sido expulso depois de ter entrado de forma imprudente sobre Jonas no final da primeira parte, que acabaria por gerar alguma confusão no acesso aos balneários.

Quem não gostou desta análise foi o treinador dos dragões que, nas entrevistas rápidas decidiu ironizar com o discurso de Rui Vitória. Julen Lopetegui disse que André Almeida deveria ter sido expulso com duplo amarelo e que Luisão deveria também ter sido expulso no lance do penalty que o árbitro não assinalou quando Aboubakar se preparava para marcar golo. “Concordo que dois jogadores do #Benfica não deveriam ter terminado o jogo (…) Não sei se ele se referia a esses lances, mas são difíceis de analisar” atirou Julen Lopetegui em tom irónico, deixando bem claro o descontentamento com as decisões que foram tomadas durante o decorrer da partida.

No entanto ambos os treinadores apontaram que o campeonato ainda não está decidido e que ainda há muito campeonato para disputar.  Rui Vitória disse mesmo que “a equipa está viva” e que “ainda há muitos jogos pela frente e que no final, aí sim, faz-se as contas”. Neste aspecto o treinador dos dragões concorda com o técnico dos dragões dizendo que “de facto ainda há muito campeonato pela frente e que neste ponto não há muito mais a acrescentar”.

O clássico começou com uma diferença pontual de apenas 1 ponto mas foi a equipa do #Futebol Clube do Porto que saiu vitoriosa, conseguindo alargar a margem de vantagem para 4 pontos. A equipa do Benfica até entrou melhor e conseguiu criar perigo por duas ocasiões com cabeceamentos de Mitroglou e Luisão, que acabariam por ser parados com duas grandes defesas de Iker Casillas. Na segunda parte, a equipa azul e branca dominou o jogo e acabou por jogar ao golo por intermédio de André André, a passe de Varela, a 5 minutos dos 90. #F.C.Porto