A Comissão Disciplinar da Liga de Cubes puniu Jorge Jesus apenas com uma multa de 153 euros, na sequência da expulsão sofrida no encontro com a Académica, integrado na terceira jornada do principal campeonato português, segundo notícia do diário O Jogo. O organismo que tutela o futebol profissional "evitou" que o novo treinador dos leões ficasse fora do banco de suplentes na partida com o Rio Ave, referente à quarta ronda da I Liga, agendada para o fim-de-semana de 13 e 14 de Setembro. Recorde-se que o campeonato vai parar devido aos compromissos da Selecção Nacional diante da França, encontro de carácter particular, e frente à Albânia, integrado na fase de qualificação do Europeu de 2016, a 4 e 7 de Setembro, respectivamente.

Grande penalidade reclamada

Além da multa de 173 euros, Jorge Jesus foi, também, repreendido por escrito. A "suave" intervenção disciplinar da Liga surgiu depois de ex-técnico do Benfica ter sido expulso pouco antes do intervalo do encontro com os estudantes, ao reclamar a não marcação de uma grande penalidade, devido a alegada falta cometida sobre Islam Slimani, um dos protagonistas da partida. O argelino foi um dos autores dos três golos leoninos. Os outros tentos pertenceram a Carlos Mané e a Aquilani. Rabiola apontou o golo da formação treinada por José Viterbo.  

"O que vocês estão a fazer é uma vergonha". Esta foi a frase que Jesus referiu nos protestos perante André Moreira, quarto árbitro do Académica-#Sporting, e que, segundo informou a Rádio Renascença, motivou a ordem de expulsão aplicada por Bruno Esteves, líder da equipa de arbitragem no Estádio Cidade de Coimbra.

Liderança partilhada

O comportamento de Jorge Jesus, em Coimbra, mereceu diversas críticas, mas a exibição do Sporting, nesta ronda, foi elogiada e permitiu-lhe ser um dos líderes da I Liga, com nove pontos conquistados, em igualdade com o FC Porto e o surpreendente Arouca. Nas outras duas jornadas do campeonato, o Sporting venceu em Tondela por 2-1, e empatou a um golo, em casa, diante do Paços de Ferreira.