Não foi o #Mercado de Transferências mais movimentado para o #Benfica. Os bi-campeões nacionais perderam o treinador Jorge Jesus para o rival Sporting e não estiveram muito activos durante o último mês, o que está a causar alguma apreensão nos adeptos benfiquistas. No último dia, o clube conseguiu "despachar" Ola John para o Reading, de Inglaterra, jogador que estava na lista dos dispensáveis de Rui Vitória, mas falhou redondamente a colocação de Filip Djuricic, o jogador sérvio que não convence o Benfica. Na pré-época somou apenas 45 minutos de jogo e deverá ficar até Janeiro apenas a treinar, à espera que a janela de transferências lhe traga novas oportunidades. 

O Benfica contratou o internacional sérvio, de 23 anos, há duas épocas, mas o jogador tarda em convencer os responsáveis encarnados. Chegou rotulado de craque e até herdou a camisola 10, outrora de Rui Costa. No entanto, por força das exibições acabaria por perder o número mítico para o argentino Nico Gaitán e seguir viagem, para outros campeonatos. Na última época, esteve emprestado ao Mainz e ao Southampton, mas não terá deixado saudades, uma vez que se recusaram a accionar a cláusula de opção de compra, 

Sem espaço na equipa de Jesus, Djuricic teve nova oportunidade com Rui Vitória, como timoneiro. Mas voltou a fracassar. Durante a pré-época, jogou apenas 45 minutos e o treinador considerou-o transferível. No entanto, o sérvio não consegue encantar os responsáveis do Benfica, nem sequer despertar a cobiça de outros clubes, capazes de convencerem o Benfica ou o jogador. 

Segundo o jornal A Bola, a Roma terá apresentado uma proposta de sete milhões de euros para levar o jogador, valor que terá sido rejeitado pelo Benfica, que deu seis milhões de euros pelo jogador há duas épocas. Também o PSV Eindhoven e o Standard Liège terão tentado adquirir o jogador, mas não conseguiram chegar a acordo, noticia o jornal O Jogo. Gorada a hipótese de vender o atleta, o Benfica tentou emprestá-lo. E esteve até ao dia 1 de Setembro, a tentar colocá-lo em Inglaterra, mas aqui terá sido o atleta a rejeitar o clube. A proposta chegou do Norwich, mas Djuricic recusou a possibilidade de voltar a ser cedido, informa a Sapo Desporto

Com o mercado fechado, o atleta será mais um dissabor para o Benfica. Depois de um investimento de seis milhões de euros, o Benfica ficará a pagar o salário do atleta (próximo de um milhão de euros anual) mas sem contar com ele como activo para a equipa. E assim será, pelo menos, até Janeiro, altura em que o mercado reabre. 

Será que o jogador ainda vai conseguir convencer Rui Vitória e impor-se no Benfica? Ou a equipa está mesmo condenada a perder dinheiro com o sérvio? Deixem-nos as vossas opiniões na caixa de comentários mais abaixo.