Pedro Fernando Santos Alves Guerra é o comentador televisivo do momento. Polémico, controverso e mediático, assim é qualificado pelos espectadores do programa desportivo “Prolongamento” da TVI24. Substituto de Fernando Seara na defesa das cores encarnadas, Pedro Guerra começou por partilhar o espaço de debate com Eduardo Barroso, adepto do Sporting CP, e Manuel Serrão, apoiante do FC Porto. Desde que foi convidado a participar no programa, desde o início de Agosto, que todas as segundas-feiras o rescaldo da jornada desportiva fica marcado por algumas trocas de palavras e discussões acesas entre os três críticos do desporto-rei. O “Prolongamento” era considerado, até à data de entrada de Pedro Guerra, um programa desportivo conceituado em que os seus comentadores assumiam uma atitude dialogante e uma postura respeitosa.

O benfiquista ferrenho veio alterar os moldes pelos quais o programa era conduzido, irritando os seus rivais com provocações, insultos e ofensas, e deixando o apresentador e moderador do debate, o jornalista desportivo Sousa Martins, à beira de um ataque de nervos. Os constantes ataques e acusações do comentador do #Benfica aos seus mais directos rivais já culminou com a saída do médico-cirurgião Eduardo Barroso. Para ocupar o seu lugar já foi apresentado José de Pina, humorista e comentador na Sporting TV, que promete estar à altura das intenções de Pedro Guerra.

O programa de 5 de Outubro, para o qual foi convidado o presidente do Sporting Bruno de Carvalho, foi um dos mais mediáticos de sempre. Isto porque o comentador do Benfica deparou-se com um adversário à altura das suas provocações. Bruno de Carvalho fez o seu trabalho de casa e, à semelhança do que Pedro Guerra faz para todos os programas, escolheu uma série de documentos e imagens para provar as supostas contradições e mentiras do adepto das águias.

O presidente do Sporting insinuou que Pedro Guerra difamou Luís Filipe Vieira, o presidente do Benfica do qual se diz agora grande amigo, aludiu ao facto de o comentador do Benfica poder estar por detrás das fugas de informação publicadas no Football Leaks, e sugeriu que os árbitros recebiam presentes directamente do clube da Luz em dias de jogo. Pedro Guerra tentou sempre rebater as acusações de que ele e o Benfica eram alvo, mas Bruno Carvalho nunca o deixou falar.

Pedro Guerra é também conhecido pela pilha de documentos que espalha sobre a mesa em directo no programa, alegando que são a base da sua argumentação, as provas que reúne para contradizer os seus colegas comentadores. Resta agora verificar nos próximos programas se José de Pina, substituto de Eduardo Barroso, terá argumentos contra os factos apresentados por Pedro Guerra. #Televisão #Curiosidades