Segundo o site da Sapo, os jogadores, equipa técnica, dirigentes e restante comitiva do Sport Lisboa e #Benfica tiveram uma viagem atribulada no regresso a Portugal depois do jogo em Astana, capital do Cazaquistão. A viagem de regresso, a onze quilómetros de altitude, entre Lisboa e Astana foi marcada por um clima de terror e pânico dentro do avião, um Boing 757-200. Segundo avança o jornal diário A Bola de sexta-feira, os benfiquistas apanharam um verdadeiro susto no regresso a casa depois do avião de luxo, alugado à companhia britânica da Openskies, ter sido fortemente sacudido devido a turbulência.

Segundo o jornal desportivo, não se tratou de uma simples turbulência e quem seguia a bordo do avião teve medo de que o mesmo caísse, pois houve momentos de verdadeiro descontrolo. Só após a chegada a Lisboa, quinta-feira às quatro horas da madrugada, é que os passageiros respiraram de alívio. A equipa de juniores do Benfica que seguia noutro avião alugado também viveu momentos difíceis devido à turbulência. 

Benfica nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões

Na passada quarta-feira, segundo o site Público, o treinador do Benfica, Rui Vitória, tinha como finalidade esquecer a derrota do Benfica frente ao Sporting que contou com a eliminação dos "encarnados" da Taça de Portugal. A equipa da Luz esteve a perder no Cazaquistão por 2-0. No entanto, conseguiu alcançar o empate e qualificar-se para a etapa seguinte devido à vitória do Atlético de Madrid sobre o Galatasaray. 

A equipa da Luz está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. No entanto, apesar do apuramento dos "encarnados", a equipa Astana conseguiu durante momentos ser superior ao Benfica. A defesa do Benfica teve bastantes dificuldades com o trio atacante constituído por Twumasi, Kéthévoama e Kabananga. 

Demorou algum tempo até o Benfica sentir-se confiante na capital do Cazaquistão. Para além dos jogadores não conhecerem o piso sintético, houve passes errados, apatia e falta de intensidade durante o jogo frente ao Astana. A isso somou-se o facto de seis elementos da equipa das águias terem estado 100 minutos em campo no sábado, mais uma viagem de nove horas. 

Foi Astana quem estreou o marcador e o Benfica mostrou-se incapaz de reagir ficando a perder por 2-0. Rui Vitória vivia o verdadeiro pesadelo até Raúl Jiménez estrear o marcador pelo Benfica. O segundo golo de empate surgiu na segunda parte do jogo.  #Jogos