O ex-guarda-redes Marton Fulop faleceu hoje, dia 12 de Novembro, aos 32 anos, depois de uma longa luta contra um cancro no braço que tinha desde 2013. Nascido na Hungria, Fulop formou-se no MTK Budapeste e passou pelo Elore e Bodajk Siófok nas épocas 2002/2003 e 2003/2004. A partir daqui partiu para Inglaterra, onde representou o Tottenham de 2004 a 2007, Chesterfield, durante apenas um ano, Coventry City entre 2005 e 2006 e Sunderland de 2006 a 2010. De seguida foi emprestado ao Leicester City em 2007, seguido do Stoke City em 2008, dando o salto na carreira para o Manchester City em 2010. Nesse mesmo ano passou pelo Ipswich Town e terminou a sua passagem pelo território inglês na temporada de 2011/2012 a representar as cores do West Bromwich Albion.

Em 2013, foi jogar para o Asteras Tripolis da Grécia, que viria a ser o seu último clube, dado que depois foi-lhe diagnosticada a doença que o impediria de prosseguir a carreira futebolística.

Na altura, o guarda-redes anunciou que iria proceder a uma pausa de modo a recuperar de uma cirurgia em que lhe foi removido, em Junho, um tumor localizado no braço, mas desde esse momento nunca mais pisou os relvados, embora a sua enorme vontade fosse regressar onde se sentia feliz e estar perante os seus colegas de equipa. Tinha planeado inscrever-se em cursos de treino de futebol, segundo revela o jornal Daily Mail.

Já pela Hungria, Marton Fulop representou o seu país por 35 vezes, 11 na equipa dos Sub-21 e 24 vezes pela selecção principal, o que lhe garantiu um vasto currículo perante o futebol internacional.

Por onde passou, o húngaro era muito acarinhado, daí que os seus ex-clubes e colegas de equipa, juntamente com os seus adversários, tenham vindo a publicar no Twitter o pesar e tristeza da partida do futebolista, enviando as suas condolências à família, como é o caso de vários clubes da liga inglesa onde foi guarda-redes.

Resta apenas acrescentar que Marton Fulop nasceu a 3 de Maio de 1983 e que sofreu 68 golos na Premier League. #Cancro #Premier League