O Clube Atlético Riachense e o SL Cartaxo defrontaram-se em jogo a contar para a 11ª Jornada da 1ª Divisão Distrital da AF Santarém, no Campo Coronel Mário Cunha. Os alvinegros, que seguiam no 3º posto da tabela, iriam bater-se contra o líder da classificação. Este encontro marcou também o regresso da mítica claque do clube de Riachos, que já não aparecia para dar o seu apoio à equipa há alguns anos. 

A equipa da casa começou melhor, bem melhor, diga-se. Logo desde o início que a formação de Mário Nélson encostou a equipa visitante bem lá atrás e começou a tomar conta dos acontecimentos. 

O Cartaxo ia respondendo como podia. Aos 9', a formação que enverga a águia ao peito criou a sua primeira oportunidade. David, a aparecer sem oposição, obrigou Rui Galrinho a uma grande defesa. Na recarga o mesmo David a rematar, mas estava Nalha em cima da linha de golo e evitou assim aquele que seria o primeiro do encontro. 

Apesar do maior domínio dos riachenses, a equipa forasteira acabaria por chegar ao primeiro da tarde, ao passar dos 17' minutos. Após uma enorme desatenção da defensiva riachense, David a aparecer na cara do guardião dos Riachos e, com uma enorme frieza, apenas teve de desviar. 

O Riachense respondeu logo de imediato por intermédio de Freitas. Na conversão de um pontapé livre, a bola embateu no poste da baliza de Ivo. Ainda antes do final do primeiro tempo, o Riachense teve mais uma oportunidade para igualar o marcador. Moleiro cabeceou o esférico mas, de novo, o guardião do Cartaxo a fazer uma enorme intervenção. Diga-se, que a par de David, o guarda-redes da equipa visitante foi um dos melhores em campo. Por esta altura o SL Cartaxo apenas jogava com 10 elementos, devido à expulsão de Kiko, ao passar da primeira meia hora de jogo. 

Após o descanso o Riachense vinha com ganas para empatar o encontro. Prova disso foi quando Filipe centrou rasteiro para Freitas que, com a baliza aberta, não conseguiu fazer a igualdade, atirando a bola para fora. 

E como quem não marca sofre, o Cartaxo acabaria por chegar ao segundo, que quase sentenciou o jogo. Pontapé livre na direita e David, de cabeça, a bisar no encontro. 

A partir do segundo golo dos visitantes, os alvinegros foram sempre insistindo, na tentativa de marcar, mas nunca o conseguiram. Destaque apenas para a enorme jogada individual de Filipe, que tirou dois adversários do caminho e rematou para mais uma enorme defesa de Ivo. 

Regresso da Alma Negra

Nota para o regresso da claque de apoio à equipa de Riachos, que já não demonstrava o seu apoio há alguns anos, mas que pelo que parece, está de volta e com uma vontade maior do que nunca. Apoiaram a equipa do seu coração ao longo dos 90 minutos, mesmo com o clube de Riachos em desvantagem. #Futebol