Morreu aos 24 anos o ex-futebolista Vicente. O jogador passou pelo #Benfica durante a sua formação, onde jogou durante quatro anos. Teve que desistir do futebol com apenas 20 anos, por um problema cardíaco. O "bichinho" pelo desporto-rei perdurou e, no início desta semana, sofreu um ataque cardíaco durante uma partida de futebol com amigos. Morreu na sexta-feira, dia 29 de Janeiro. 

Vicente fez a formação, como jovem jogador do Benfica, clube onde chegou com o sonho de se tornar jogador de futebol. Saiu da Luz com o sonho intacto. Continuaria ainda em fase de aprendizagem, a evoluir nos vizinhos do Belenenses e do Estrela da Amadora. Enquanto sénior, ainda representou o Vianense e o Lanhelas. Mas era ainda muito jovem quando um problema de coração lhe roubou o sonho. Terminava o futebol para Vicente, aos 20 anos de idade. Ponto final numa carreira em que dava ainda os primeiros passos. 

Apesar do problema de coração que o forçou a desistir do futebol, o jovem manteve sempre a paixão por este desporto. De acordo com o jornal Record, o jovem estava com alguns amigos a jogar futebol quando, no início desta semana, teve que ser internado de urgência. A causa terá sido um ataque cardíaco. Quando chegou ao hospital o jovem estaria já em estado crítico e não voltaria a recuperar a consciência. Resistiu até ao final da semana e, nesta sexta-feira, foi anunciada a sua morte, após paragem cardiorrespiratória. 

Coração também travou Fábio Faria

O caso de Vicente está longe de ser inédito. São muitos os casos de jogadores de futebol que tiveram que abandonar a modalidade, ainda jovens, por causa de problemas de coração. Outros, mais graves ainda, terminaram com mortes súbitas. Como o caso de Miklos Féher, a 25 de Janeiro de 2004, no está D. Afonso Henriques, em Guimarães. O jogador húngaro do Benfica caiu inanimado em campo, num dos casos mais chocantes em Portugal, com o encontro a ser transmitido em directo na televisão. 

Curiosamente, também com um passado relacionado ao Benfica. Tal como Fábio Faria, o jogador que estava no Rio Ave, emprestado pelo Benfica, quando em Março de 2013 desistiu do futebol. Terminou a carreira aos 23 anos, após uma alteração cardíaca.