Só faltava mesmo a confirmação! Já toda a gente sabia da vinda de José Peseiro para substituir Julen Lopetegui no cargo de treinador do FC Porto e agora veio a confirmação oficial. Peseiro vem numa altura em que o FC Porto vive um dos piores momentos na "Era Pinto da Costa", estando há 2 anos sem ganhar qualquer título, tendo apenas ganho a Supertaça referente à época 2012/13. Pinto da Costa estava sob imensa pressão quanto à escolha do treinador, já que caso o FC Porto volte a falhar fica 3 anos sem títulos, algo inimaginável durante a sua presidência.

Peseiro sem consenso

Porém, a vinda de José Peseiro não é lá muito bem recebida pelos adeptos, que criticam Pinto da Costa e a direcção Portista. Alguns adeptos chegam a pedir a sua saída da presidência, depois das contratações falhadas de Paulo Fonseca e de Julen Lopetegui, e da agora contestada contratação de José Peseiro. Vítor Baía, candidato à presidência do FC Porto, também criticou a direcção e afirmou querer despachar toda a gente de lá se assumir a presidência do clube, algo que não foi bem recebido pela mulher de Pinto da Costa que deu uma reposta à altura. Contudo, Baía não criticou a contratação de Peseiro, que até elogiou.

José Peseiro tem várias características que podem favorecer o FC Porto. É um treinador português com um vasto conhecimento acerca do nosso futebol, com passagens por clubes como Sporting e SC Braga, apesar de em toda a sua carreira (de mais de 20 anos) ter ganho apenas 2 divisões inferiores e 1 Taça da Liga. José Peseiro é conhecido por o treinador do "quase", pois por várias vezes na sua carreira perdeu títulos apesar de estar na corrida até aos últimos jogos. O nome surgiu depois do choque que foi a sua prestação à frente do Sporting na época 2004/05, quando perdeu a Taça UEFA e o campeonato português na última semana da época. Mas José Peseiro tem, além da experiência, outra qualidade: o futebol ofensivo de que o FC Porto precisa neste momento. Contudo, esse estilo tem desvantagens: as equipas de Peseiro não dão muita atenção ao futebol defensivo, podendo acabar por sofrer golos em contra-ataques rápidos.

A contratação de José Peseiro, de 55 anos, acaba por se revelar um risco, visto o seu escasso palmarés, mas podemos vir a ser surpreendidos. O novo treinador precisará, certamente, do apoio dos adeptos, apesar de eles não aprovarem a sua contratação. O FC Porto precisa agora de encontrar estabilidade e a missão de Peseiro será dar motivação aos jogadores e recuperar a mística do clube. A conquista do campeonato é o principal objetivo para o novo treinador. José Peseiro vai estrear-se domingo, na receção ao Marítimo para o campeonato, e será apresentado esta quinta-feira. Na sua equipa técnica vão continuar Rui Barros como adjunto, trazendo consigo Alexandre Santos, Daniel Correia e Ricardo Dionísio. #F.C.Porto #Primeira Liga Portuguesa