Segundo o jornal desportivo 'Record', durante a inauguração do Núcleo Sportinguista da cidade de Famalicão, no passado Domingo (28 de Fevereiro), o presidente do Sporting Clube de Portugal criticou o seu velho rival, o Sport Lisboa e #Benfica. Em causa estiveram as declarações do director de comunicação João Gabriel e dos comentadores afectos ao clube encarnado nos programas de debate desportivo, espalhados pelas diversas estações televisivas como a RTP1, SIC ou TVI, bem como nos diários desportivos.

As declarações antecedem um encontro importante entre o Vitória Sport Clube e o #Sporting Clube de Portugal, a contar para a Primeira Liga portuguesa, no Estádio D. Afonso Henriques, esta segunda-feira.

Estes veículos de informação têm vindo a fazer manchetes que não agradam ao presidente leonino, dado o sensacionalismo aplicado aos temas, transformados em casos. É exemplo a venda do jogador Montero para um clube chinês, assunto levantado pelo jornal generalista Correio da Manhã, com cuja abordagem o presidente leonino não concordou e criticou na sua página oficial do Facebook:

"A capa do CM de hoje com o seu título "o mistério de 2 milhões" é mais uma prova do mau jornalismo que ainda teima a existir em Portugal. Infelizmente este é o modus operandi de quem não se dedica a informar mas sim a manipular opiniões e obter vendas fáceis. Lança-se a dúvida, manipula-se a opinião pública e entra-se numa política enquadrada no que pode ser considerada calúnia e difamação..." (25/Fev. às 18:02)

No discurso aos sportinguistas no Núcleo de Famalicão, o presidente Bruno de Carvalho alertou para fontes de desestabilização exteriores e no seio da família sportinguista. Carvalho não mencionou a mais recente polémica com a abertura de processos disciplinares pela FPF a jogadores do Benfica, pelas suas alegadas agressões a jogadores leoninos. Ou a hipotética vinda para o futsal do Sporting de Ricardinho, um dos grandes nomes da história do futsal do Benfica.

"Esta campanha nunca vai conseguir destruir o amor ao Sporting. Temos três milhões e meio de fiéis leões. Vão tentar de tudo, acreditem, vai valer de tudo...". "Pelos vistos, o Facebook não chega para que as pessoas entendam que o Sporting é o maior clube português, o mais eclético, com 35 modalidades, mais nove adaptadas, o clube de Figo e Ronaldo...". 

De seguida, referiu-se mais concretamente ao almoço entre ex-dirigentes do Sporting, como Dias da Cunha e Menezes Rodrigues, com o actual Presidente do Benfica, Luís Felipe Vieira, enfrentando as situações destemido e confiante:

"...Não chegam ex-dirigentes a comentar, ou ovelhas tresmalhadas em almoços... Nada disto chega para nos derrubar. Faz parte de uma campanha, à qual estamos atentos. Deixo-vos uma certeza: vamos ter de enfrentar duras batalhas, porque o futebol é muito mais do que um mero jogo dentro de quatro linhas. Vai do Facebook a um canal de televisão, de nossa casa ao café, do Ministério Público à Assembleia da República", sublinhou.