Segundo documento disponibilizado pelo portal Football Leaks, o #Sporting Clube de Portugal pagou 800 mil euros em comissões a uma empresa britânica denominada de Buttonpath Limited, que serviu de intermediária na transferência do extremo português Bruma do emblema leonino para o Galatasaray, da principal liga turca, em Setembro de 2013. Segundo o mesmo documento, a empresa do Reino Unido teve três papéis importantes na transferência: "avisar o clube da estratégia de negociação", "intermediário" e "convencer o Galatasaray a aceitar os termos oferecidos pelo clube em vez de procurar outras alternativas".

Mas o que tem de importante esta empresa britânica? A Buttonpath Limited foi fundada a 15 de dezembro de 2004 e apresenta-se como uma empresa que trabalha em "Other Sports Activities", ou seja, outras atividades desportivas. Atualmente apenas consta na lista de detentores de percentagem da empresa, bem como único empregado, Ayomide Otubanjo. Detentor de várias empresas do mesmo ramo empresarial, Otubanjo já foi falado anteriormente a nível mundial por outro caso mediático: a fraude fiscal de que Lionel Messi é acusado.

O atual melhor jogador do mundo tem sido acusado de estar envolvido num esquema de evasão fiscal, em que estão incluídas empresas com sede no Reino Unido, Uruguai, Suíça e Belize. Entre as várias empresas em que, alegadamente, viu ser "lavado" o seu dinheiro, está a Sidefloor Ltd, que, a partir de 2006, tem sido o local de eleição do argentino. Na Sidefloor Ltd está o ponto em comum entre Messi e o Sporting CP: Ayomide Otubanjo. Sim, o homem a quem o emblema leonino pagou 800 mil euros é o mesmo que é acusado de cumplicidade na alegada evasão fiscal de cerca de 4,2 milhões de euros por parte de #Lionel Messi.

Atualmente Bruma ainda pertence aos quadros dos turcos do Galatasaray, estando emprestado à equipa espanhola da Real Sociedad, numa transferência que ainda rendeu 180 mil euros aos cofres sportinguistas.

Já Lionel Messi está ainda à espera de julgamento. #Mercado de Transferências