Assistiu-se a uma eliminatória emocionante da #Liga dos Campeões no Allianz Arena. Depois de três horas de jogo, o #Bayern Munique conseguiu vencer a formação italiana de Massimiliano Allegri - levou o jogo a prolongamento e, já em tempo extra, marcou os golos decisivos para o apuramento. O Bayern atacou bastante durante a partida e aproveitou as oportunidades criadas.

Os bávaros receberam a #Juventus duas semanas após a primeira mão, jogada em Turim, que acabou empatada a 2 golos. O Bayern foi surpreendido nos primeiros minutos com o primeiro golo da partida, assinalado por Paul Pogba. Uma falha entre David Alaba e Manuel Neuer deu vantagem à equipa visitante, que entrou a pressionar. De imediato, a equipa da casa reagiu ao golo de Pogba, com Ribéry e Müller a criar situações de perigo no lado italiano. Valeu a experiência e tranquilidade de Buffon, que garantiu a defesa da baliza.

Aos 28 minutos, após uma recuperação de bola e assistência de Morata, a Juventus volta a marcar pelos pés do colombiano Cuadrado. Assim, a equipa da casa foi para intervalo a perder e em desvantagem na eliminatória. Embora tivesse mais posse de de bola, não se mostrava capaz de criar situações de perigo. Já a "vecchia signora", confiante no resultado que levou para o balneário aos 45 minutos, apostou em substituições que se mostraram determinantes para o resultado.

Na segunda parte, Allegri substituiu Bernart pelo central Benatia e tirou Xabi Alonso para lançar Coman. A equipa alemã manteve a pressão sobre a formação da Juventus, que dava já sinais de fraqueza nas situações de contra-ataque junto à baliza de Neuer. E assim, aos 73 minutos, Robert Lewandowski reduziu a desvantagem do Bayern, após cruzamento de Douglas Costa. A formação bávara continuou a pressionar a "vecchia signora" até chegar ao empate aos 91 minutos, com um golo de Müller, levando a eliminatória para o prolongamento segundos antes do apito final.

No tempo extra, o Bayern manteve-se superior em termos de posse de bola. Guardiola lançou o último trunfo doa alemães com a entrada de Thiago Alcántara para o lugar de Ribéry, visivelmente esgotado. Aos 108 minutos, Alcántara faz o 3-2 após assistência de Müller e Coman carimba a passagem na eliminatória com o 4-2 dois minutos depois.

Já em declarações à imprensa, o treinador da Juventus mostrou-se desiludido com o resultado. "É pena ser eliminado após uma exibição destas", afirmou Allegri, que elogiou depois o trabalho da sua formação frente a "um dos favoritos a vencer a Liga dos Campeões".