O Manchester United vai observar Renato Sanches, Bernardo Silva e André Gomes durante o encontro de hoje entre Portugal e a Bélgica, tendo, por isso, enviado um emissário ao Municipal de Leiria, segundo refere o "Daily Mirror". #José Mourinho, apontado como novo treinador dos "red devils", está, ao que tudo indica, a preparar a nova época do histórico gigante inglês, surgindo os três compatriotas, sobretudo Sanches, como prioridades na lista de reforços. Todos concluíram a formação e subiram a seniores no #Benfica, sendo que Bernardo Silva e André Gomes já não actuam na Luz, pois saíram, em 2013/2014, para Mónaco e Valência, respectivamente. O trio tem, também, em comum, o facto de ser representado pelo empresário Jorge Mendes, tal como Mourinho, o que pode ser determinante no processo negocial entre as partes envolvidas. 

O protagonismo de Sanches

Renato Sanches, que entrou no Benfica em 2008/2009, é um dos grandes protagonistas deste duplo compromisso da #Selecção nacional: foi ovacionado quando entrou na partida diante da Bulgária e o abraço que recebeu de um adepto que invadiu o relvado do Municipal de Leiria ganhou destaque de nível mundial. Bernardo Silva, que chegou ao Benfica na temporada 2007/2008, é referência do Mónaco, enquanto André Gomes se afirmou no Valência, apesar de a equipa espanhola estar mergulhada, actualmente, em profunda crise desportiva. No Benfica, o ingresso de Gomes surgiu em 2011-2012. Os jovens talentos podem ser alternativas para colmatar as saídas que já se perfilam no horizonte de José Mourinho, como Juan Mata, Fellaini, Memphis Depay, Phil Jones, Scheinerdelin, Sérgio Romero e Rojo, segundo refere o site Fichajes.

Para este embate com os belgas, transferido para Leiria na sequência dos atentados de Bruxelas, surgiu outro jogador com passado ligado ao Benfica. Witsel, que representa o Zenit, foi escolhido para antever, em conferência de imprensa, o desafio agendado para as 19.45 horas. O belga não poupa nos elogios a Renato Sanches: "É um jovem com muita qualidade, que vai ainda evoluir bastante. Daqui a um, dois anos, poderá mesmo transferir-se para um grande clube da Europa".