Nunca o futebol português foi tão dedicado aos seus adeptos. Depois da grande polémica sobre os vouchers que alegadamente foram oferecidos pelo #Benfica a árbitros, eis que o #Sporting decide lançar um passatempo que fez logo notícia. O passatempo consiste em publicar uma mensagem no Twitter ou no Facebook com as seguintes palavras: "eterno rival, penalti, cartão vermelho". Esta mensagem tem de ser acompanhada por uma fotografia do Voucher Cortesia, que será publicado no jornal do Sporting. O prémio, como não podia deixar de ser, é um jantar para quatro pessoas no valor de 301 euros. Aqui está uma boa maneira para atrair sócios e mimá-los um pouco.

Apesar da graça da situação, muitas pessoas começam a ponderar a seriedade dos nossos clubes de futebol, que deveriam servir de bom exemplo e onde, actualmente, se discute tudo menos futebol. Com tantas polémicas e troca de palavras dos dirigentes dos clubes de futebol, verifica-se em Portugal o que não se vê nos outros países: uma imagem cada vez mais denegrida daquilo que é o futebol português. O mais grave, dizem algumas pessoas, é que não se vê os presidentes e dirigentes dos clubes a tentar apaziguar a situação, mas sim, a meter ainda mais lenha na fogueira.

Pedro Proença, presidente da Liga, já tinha comentado a polémica Sporting-Benfica que tem dominado o nosso futebol, sem que esclarecesse se tinha ou não recebido ofertas do Benfica nos seus tempos de árbitro.

Relembre-se que tudo começou a 5 de Outubro, quando Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, fez referência aos kits oferecidos aos árbitros, observadores e delegados nos jogos disputados no estádio da Luz e no centro de estágios do Seixal. Não tardou a exigir que esta situação fosse investigada pelos organismos desportivos. Como resposta ou coincidência, o Benfica, passados dez dias desta revelação dá entrada a um processo judicial contra Jorge Jesus, agora técnico do Sporting.

Seguiu-se o caso Slimani, em que o Benfica apresentou queixa contra este por agressão a Samaris. Passados dois dias, o Sporting apresenta queixas que envolvem cinco jogadores dos encarnados por alegadas agressões a jogadores e ao treinador-adjunto do Sporting.

Tem sido uma bola de neve que tem dado má imagem ao futebol português e que já começa a cansar os adeptos, que pedem que os assuntos sejam resolvidos nos sítios próprios.