Jorge Jesus, atual treinador do #Sporting, analisou aquele que foi o primeiro jogo da seleção portuguesa no #Euro2016. Entre os vários tópicos abordados, Jesus referiu que há jogadores mais experientes que Renato Sanches e que poderiam estar a ocupar a sua posição. Às declarações do treinador, o atleta respondeu esta quinta-feira (16) que, na seleção das quinas, o mister é Fernando Santos, estando as decisões nas suas mãos.

Portugal defrontou a Islândia na passada terça-feira (14), encontro que acabou empatado a uma bola, e deixou a maioria dos portugueses insatisfeitos. Ao jornal espanhol Marca, Jesus apontou a ansiedade como um problema que afetou a seleção portuguesa, cita o Record. O treinador leonino referiu que faltou “ataque posicional” e que no próximo jogo, contra a Áustria, Fernando Santos terá que fazer algumas alterações no onze português.

Renato Sanches é um jovem promissor e Jorge Jesus admite-o. Contudo, o treinador acha que há outras opções que deveriam ser consideradas em primeiro lugar. Jesus menciona nomes como Adrien, André Gomes e João Mário. O treinador leonino está convicto que Portugal tem capacidades e hipóteses para passar a fase de grupos, uma vez que é a seleção mais forte do grupo que integra. Contudo, acredita que Fernando Santos terá que fazer algumas alterações de modo a que Portugal consiga ser uma seleção mais forte.

O jogador, de apenas 18 anos, respondeu numa conferência de imprensa ao ex-treinador do Benfica, clube onde cresceu, afirmando que cada um tem a sua opinião mas que, uma vez escolhido por Fernando Santos para representar o seu país, dará o seu melhor e seguirá as suas ordens até ao fim. Renato acrescentou que gostou de treinar com Jesus e que, segundo sabe, Jesus também gostava dele enquanto jogador.

Neste momento a Hungria está no comando do grupo F, com três pontos. Portugal e a Islândia permanecem com um ponto e a Áustria com zero.

No próximo sábado, dia 18 de junho, a seleção das quinas irá defrontar a seleção austríaca num encontro que decorrerá no 'Parque dos Príncipes', em Paris, às 20h.