Eric Cantona quer ser o próximo seleccionador de Inglaterra e está a promover um referendo na Internet para que os ingleses votem #CantoYes ou #CantoNo.

O ex-jogador francês, conhecido como o "enfant terrible" do Manchester United, divulgou um vídeo, com a colaboração da Eurosport, onde se apresenta como "Comissário do #Futebol" a candidatar-se ao lugar de próximo seleccionador de Inglaterra.

Cantona promete não perder contra ilha gelada

"Eu, Eric Cantona, potencial futuro seleccionador de Inglaterra, prometo nunca perder contra uma pequena ilha gelada onde o guarda-redes é um realizador de filmes e o treinador-adjunto um dentista", diz Cantona neste vídeo hilariante, fazendo referência à eliminação inglesa do Euro 2016, frente à Islândia, que garantiu surpreendentemente lugar nos quartos-de-final.

"Eu, Eric Cantona, futuro seleccionador de Inglaterra, irei rezar aos deuses do futebol para acabarem com a maldição do guarda-redes inglês", acrescenta ainda, entre outras tiradas bem humoradas, o ex-futebolista que já revelara antes ter talento para a comédia.

Cantona ainda garante que, durante os jogos, não falará "com a mão sobre a boca" como se "tivesse um grande segredo que o resto do mundo não pode saber", se "estivesse a fazer rap com os rapazes" ou se fosse "um caso severo de mau hálito".

Também promete que nunca vai criticar Wayne Rooney, jogador do "seu" Manchester United, "a não ser que ele se mude para outro clube".

O "je ne sais quois" de Cantona

Garantindo que tem o "pedigree certo para o lugar", até por ter nascido em 1966, o ano em que Inglaterra venceu o seu "único" título mundial, Cantona diz que aceita "abdicar temporariamente" do título de "Eric O Rei" pela opção "mais humilde" de "Eric O Boss".

"Eu, seleccionador de Inglaterra, levarei um pouco de "je ne sais quois" para a equipa. Não sei o quê exactamente, mas soa sempre melhor em francês", diz também.

Finalmente, promete levar consigo Sir Alex Ferguson, ex-treinador do Manchester United, para o lugar de "conselheiro especial" e Peter Schmeichel, ex-guarda-redes do clube inglês, como seu treinador adjunto. E assim, "pelo mesmo preço, vão ter Tintin e Capitão Haddock", diz Cantona, que termina a incitar os ingleses a um novo referendo, votando nas redes sociais em #CantoYes ou em #CantoNo.

"O meu futuro e o vosso está nas vossas mãos", conclui o ex-futebolista num dos grandes momentos de humor deste Euro 2016, só equiparável aos vídeos dos adeptos irlandeses. #Euro2016