À entrada para esta partida o #Barcelona encontrava-se a um ponto de Real Madrid e Sevilla. O Barça tem um jogo a mais do que o Real Madrid, por isso o encontro era muito importante para os comandados de Luis Enrique. Já o Atlético Madrid ocupa o 4º lugar com 45 pontos, a 6 do rival da partida e a 7 da liderança do campeonato. Também estava necessitado dos 3 pontos por causa do acesso à Liga dos Campeões.

O Atlético Madrid apresentou o seguinte onze: Oblak, Filipe Luís, Godín, Savic, Vrasljko, Gabi, Koke, Saúl, Carrasco, Griezmann e Gameiro. O Barcelona apresentou Ter Stegen, Mathieu, Piqué, Umtiti, Sergi Roberto, Busquets, Rafinha, Iniesta, Neymar, Messi e Suárez.

Publicidade
Publicidade

Luis Enrique surpreendeu ao apresentar-se no terreno de jogo com 3 defesas centrais. Mas o Atl. Madrid mostrou-se pouco surpreendido, pois logo aos 2 minutos Gameiro obrigou Ter Stegen à primeira defesa da tarde.

Foi uma primeira parte muito equilibrada, com poucas ocasiões de golo. Oblak e Ter Stegen defenderam sempre as tentativas dos avançados contrários. Houve muito suor e luta mas, sempre a meio-campo.

O jogo foi muito disputado, de forma viril por vezes, na zona de meio-campo, deixando um bom espectáculo em termos de entrega de todos os jogadores e de emoção, mas faltaram os golos.

As figuras da primeira parte foram, obviamente, os dois guarda-redes, Oblak e Ter Stegen.

Com a segunda metade veio mais do mesmo, muita luta e entrega da parte de todos os intervenientes. Griezmann poderia ter inaugurado o marcador aos 52 minutos, mas Ter Stegen fez uma excelente defesa.

Publicidade

Aos 64 minutos, após jogada de insistência do Barcelona, Rafinha inaugurou o marcador.

A resposta dos colchoneros surgiu aos 70 minutos, com Godín a desviar para o fundo das redes de Ter Stegen, após um livre lateral cobrado por Gabi.

Jugava-se que o resultado final estava feito, até que aos 87 minutos surge #Lionel Messi para dar a vitória à equipa da cidade Condal.

Jogo com uma intensidade muito grande, como é costume nestes jogos, mas o espectáculo foi pobre. Houve pouca emoção e poucas ocasiões de golo. As equipas procuraram sempre anular-se no meio-campo, impedindo muitas chegadas de bola à área contrária. #Liga Espanhola