Após os 3 a 0 obtidos na primeira mão, com três golos de Ibrahimovic, esta segunda mão parecia apenas para cumprir calendário, uma vez que se tratava de uma tarefa gigantesca para o Saint-Étienne virar a eliminatória. A história também jogava a favor dos "Red Devils": sempre que se encontravam em vantagem na primeira mão, apenas por uma vez em 19 eliminatórias saíram eliminados.

No Estádio onde Portugal iniciou em Junho a caminhada rumo à vitória no Europeu, o Stade Geofrroy-Guichrd, #José Mourinho fez algumas alterações na equipa inicial, mas não abdicou dos ses dois maiores astros, Pogba e Ibrahimovic. E, mais uma vez, o conjunto inglês provou ser superior ao francês.

Publicidade
Publicidade

A vitória foi desenhada por Juan Manuel Mata, que assistiu Mkhitaryan que, à boca da baliza, desviou para o fundo das redes da baliza de Ruffier. Estavam decorridos 17 minutos e o resultado final da partida alcançado.

Com este golo o #Manchester United terminou com qualquer esperança que pudesse existir do lado francês num milagre histórico.

A equipa francesa não conseguiu voltar a entrar na partida, pois a eliminatória estava praticamente arrumada, após o golo sofrido. O Manchester United conseguiu sempre controlar o jogo, não permitindo ao adversário veleidades que pudessem colocar em causa a baliza de Sérgio Romero, internacional argentino, habitual suplente de David De Gea.

Ao minuto 63, com a expulsão de Bailly por acumulação de cartões amarelos, a equipa de Mourinho desorientou-se.

Publicidade

Nesta altura esperava-se alguma reacção do Saint-Étienne para vencer esta partida, mas a equipa inglesa permaneceu concentrada e poderia ter aumentado ainda a vantagem, mas desperdiçou pelo menos duas ocasiões.

A jogar com 10, Mourinho lançou Rojo para o lugar de Mata para manter a linha defensiva; o Saint-Étienne revelou muito pouca criatividade no último terço do campo e as suas bolas ofensivas acabavam, invariavelmente, com cortes defensivos do United.

Destaque ainda, no Saint-Étienne, para a entrada do português, Jorginho (ex-Arouca), aos 53 minutos, mas mesmo ele revelou pouca criatividade, como a restante equipa.

Com o jogo realizado pelo Saint-Étienne em Inglaterra, esperava-se uma equipa mais aguerrida e que fosse dar alguma luta ao United pela vitória. Sendo assim o Manchester United chega aos oitavos-de-final da #Liga Europa com um acumulado de 4 a 0 nas duas mãos.