O Benfica é tetracampeão nacional e ganhou a maioria das competições nacionais nos últimos anos. Vieira prometeu que quer reduzir o passivo do clube. E essa será um grande objetivo a cumprir. Ora, a pensar nisso, e face a tentadoras propostas, esta época, venderam-se Éderson, Nélson Semedo, Mitroglou, Lindelof, mas.... parece que não se planeou a equipa corretamente. Mas também existem razões extra #Futebol que explicam os fracos resultados desta época.

Reforços

Nélson Semedo, Éderson, Lindelof e Mitroglou brilharam de águia ao peito, e o #Benfica foi "obrigado" a vender os atletas, por grandes valores, a grandes equipas europeias.

Publicidade
Publicidade

Os doisprimeiros já começam a brilhar no Barcelona e Manchester City, respetivamente; os outros ainda procuram o seu espaço.

Para os seus lugares, o Benfica resgatou por empréstimo o lateral direito Douglas ao Barcelona... que até ao momento ainda não se estreou, sendo André Almeida titular indiscutível.

Para a baliza chegou Varela, que fez uma boa temporada no Vitória de Setúbal, é internacional sub-21, e foi formado no Benfica. Já fez vários jogos de Águia ao peito esta temporada. Embora ainda não esteja ao nível de ser um concorrente de peso de Júlio César, foram poucos os lances em que se possa dizer que verdadeiramente comprometeu, mas o jogador tem sido contestado pelos adeptos. Já perdeu a titularidade.

Quem também chegou para a baliza, foi o jovem belga de 18 anos, Svillar, apontado como uma das grandes promessas do futebol mundial, mas ainda parece ser muito cedo para ser opção na baliza encarnada.

Publicidade

Para ocupar o lugar de Lindelof, não chegou nenhum reforço, as novas apostas são os miúdos da formação são Kalaica e Rúben Dias. Este último tem feito os últimos jogos e tem dado bons sinais. Mitroglou saiu para o Marselha, e chegou Gabriel Barbosa por empréstimo do Inter de Milão; para já, pouco se viu. Também chegou Seferovic, que esteve em bom plano nos primeiros jogos da temporada, mas agora "apagou-se".

Outros reforços chegaram: Krovinovic, que tem vindo a ganhar minutos nos últimos jogos, o extremo Willock (um dos grandes talentos da formação do Arsenal) e o médio Chrien ( estrela do Euro Sub 21), ainda não mereceram qualquer oportunidade.

O Benfica reforçou-se sobretudo a pensar no futuro...mas esqueceu-se de se reforçar a pensar no presente. Contratou muitos "miúdos", que podem agarrar o seu lugar no futuro, mas falta-lhes alguma experiência e talento indiscutível para ser opção da equipa principal. O plantel tem várias carências.

Lesões, cansaço, e o "peso" da idade

As lesões são um velho problema do Benfica.

Publicidade

Durante o "reinado" Rui Vitória, poucos foram os jogos em que o Benfica teve a sua equipa na força máxima. Esta época, para não variar, já passamos mais do mesmo, e temos ainda jogadores que ainda não recuperaram a sua melhor forma física. Os exemplos mais gritantes desta situação são Júlio César, Jardel, Sálvio, Grimaldo e Fejsa.

Pizzi, o motor do meio campo do Benfica, apresenta-se muito "apagado" esta época; o seu sucessor, Krovinovic, chegou em junho... e lesionou-se. Agora começa a somar os primeiros minutos.

Luisão é sem dúvida um símbolo do Benfica, mas a verdade é que desde há 2 anos que se nota que o capitão já não tem "pernas" para tanto jogo.

Polémica de pré-época

André Moreira era o escolhido para a baliza do Benfica. Chegou a treinar, mas a transferência nunca foi concluída, e o internacional sub-21 acabou por rumar a Braga.

Estranha opção

André Horta tinha feito um grande início da temporada passada no Benfica, Uma lesão interrompeu a sua progressão; estranhamente, desde que recuperou, nunca mais foi opção e acabou por sair por empréstimo para o Braga. Por sua vez, Filipe Augusto permaneceu no plantel, mas por raríssimas vezes se lhe viu qualidade de jogo.

Sistema tático

Rui Vitória continua a insistir no 4-4-2, apostando insistentemente em Sálvio e Luisão; como se tem notado, isso tem beneficiado os adversários.

Problemas extra futebol

Nuno Gomes, um homem querido do Benfica, foi dispensado da direção. As más línguas dizem que Rui Costa está em rota de colisão com Vieira, por não concordar com a política de futebol. Rui Gomes da Silva vai lançando a críticas sobre a forma de estar de Rui Costa no Benfica. Na acesa Assembleia Geral de há poucos dias, os sócios manifestaram o seu apoio a Rui Costa e Nuno Gomes.

Também polémica tem sido a revelação, por parte do FC Porto, de e-mails que indiciam suspeitas de corrupção por parte de alguns elementos do Benfica.