Os ataques informáticos à Sony Pictures Entertainment, na passada semana, continuam a fazer-se sentir. Há longas metragens a circular em sites de partilha de ficheiros, quatro das quais ainda por estrear nas salas de cinema. O website de partilhas Torrent Freak anuncia que cinco filmes recentes do estúdio estão a circular nas plataformas online de partilha de ficheiros. O primeiro é o recém-estreado "Fury", com a participação de Brad Pitt no elenco, e as quatro longas metragens, que ainda não estrearam, serão "Mr. Turner", "To Write Love on Her Arms", "Still Alice" e o musical "Annie".

A subsidiária da japonesa Sony na área do entretenimento, subentenda-se a Sony Pictures Entertainment, engloba a produção e distribuição de cinema, televisão e jogos, entre outras.

Publicidade
Publicidade

O seu sistema informático terá sido atacado na segunda-feira por piratas informáticos que a partir de um email autodenominam-se The Guardians of Peace, embora a autenticidade do mesmo ainda esteja por comprovar. Nas sequelas deste ataque, há cerca de 11 mil GB (gigabytes) de dados que terão sido roubados, incluindo documentos sobre os sistemas informáticos, documentos de contabilidade e pesquisa da empresa, conteúdo do correio eletrónico no Outlook e ainda documentos que incluem cópias de vistos de entrada e passaportes pertencentes ao elenco das equipas de filmagens que trabalham nos filmes da Sony. Os funcionários da Sony Pictures Entertainment viram-se limitados durante toda a semana a usar métodos tradicionais, como o papel e a caneta, para fazer o seu trabalho, visto que todo o restante acesso esteve condicionado.

No foco do problema parecem recair suspeitas sobre a Coreia do Norte como sendo a origem do ataque, após a análise de consultores externos de segurança que estiveram no estúdio a explorar algumas pistas. Relacionado com esta suspeita, está o filme "The Interview", onde dois jornalistas estão envolvidos numa conspiração para matar o líder norte-coreano. Filme sobre o qual as autoridades da Coreia do Norte demonstraram, por diversas vezes, o seu desagrado e inclusive ameaçaram mesmo uma possível retaliação.
Sobre todo este cenário, a Sony Pictures Entertainment limitou-se a emitir um comunicado, na quinta-feira, onde confirmava ter sido alvo de um ataque e que tudo iria fazer para resolver o problema com a maior rapidez possível.