Está em marcha aquilo que aparenta ser uma operação terrorista na capital australiana. A manhã de Sidney está a ser abalada com a notícia de que um café no centro da cidade foi tomado por, pelo menos, um sequestrador cerca das 9h45 locais (22h45 em Portugal). O homem, fortemente armado e carregando um saco desportivo azul, terá sido já identificado pelas forças de segurança que, no entanto, optaram por não divulgar a sua identidade. O indivíduo terá forçado vários reféns a segurarem contra a montra uma bandeira a preto e branco com o credo do Islão. Por outro lado, foi encontrado um pacote suspeito perto da Sydney Opera House, que levou à evacuação de toda a área e, apesar das autoridades revelarem que ainda não conseguiram falar com o suspeito, há relatos de que alguns reféns teriam ligado para uma estação de rádio local e revelado que haveria pacotes armadilhados por toda a cidade.

Publicidade
Publicidade

Esta situação surge uma semana depois da detenção de um homem de 25 anos, em Sidney, suspeito de financiar atividades terroristas. Até ao momento a possibilidade de se tratar de um ataque terrorista não foi confirmada pelas autoridades australianas, mas está a ser tratado como tal. Tony Abott, primeiro-ministro, fez uma curta declaração ao país incitando os australianos a agir de forma decidida. "Não conhecemos ainda as motivações de quem está a levar isto a cabo", disse. "Não sabemos exatamente se este é um ato movido pela política, apesar de obviamente existirem indícios de que é. Temos de considerar que, mesmo numa sociedade como a nossa, há pessoas que nos querem fazer mal e é por isso que temos forças policiais e organizações de segurança do maior profissionalismo, que estão prontas a responder a toda uma vasta série de situações e contingências, incluindo esta que agora se passa em Sidney".

Publicidade

Já esta manhã cinco reféns, incluindo duas funcionárias do café, foram vistos a abandonar o edifício, naquilo que aparentava ser uma fuga, e dirigiram-se em corrida para o cordão policial que cerca o estabelecimento. As imagens foram captadas por uma equipa de televisão e já começaram a correr mundo.