Hilario Ramírez Villanueva, presidente da Câmara Municipal de San Blas, no estado mexicano de Nayarit, que há uns meses havia reconhecido ter roubado dinheiros públicos - ainda que "pouquinho" - durante o seu primeiro período à frente do município, foi distinguido com o prémio "Autarca do ano 2014", entregue pela Global Quality Foundation no México. O autarca, famoso no país por esbanjar dinheiro em grandes festas, e por excentricidades como chegar a actos públicos montado em cavalos avaliados em meio milhão de euros, foi reconhecido pela sua "trajectória, transcendência, influências e projecção". No entanto, o autarca tem também à sua volta uma aura de benemérito.

Publicidade
Publicidade

Em Junho deste ano, quando concorria para o segundo mandato à frente dos destinos de San Blas, Ramírez Villanueva admitiu: "Tenho sido muito criticado, dizem que gosto muito de dinheiro - quem é que não gosta? Se roubei dinheiro da presidência? Sim, roubei um pouquinho, nada de mais, porque o município está muito pobre, mas o que roubava com uma mão dava aos pobres com a outra". Apesar destas declarações, Layín, como também é conhecido, ganhou as eleições do passado dia 6 de Julho e agora recebeu este inesperado reconhecimento.

Depois de receber o galardão, o autarca agradeceu o prémio e dedicou-o ao Presidente Enrique Peña Nieto, ao governador do estado, Roberto Sandoval Castañeda, a todos os habitantes de Nayarit e à sua família. Com esta distinção, Ramírez Villanueva junta-se a personalidades como o Presidente Enrique Pena Nieto ou o empresário Carlos Slim, segundo homem mais rico do mundo, entre outros que também receberam o prémio Global Quality Gold Elite.

Publicidade

O México é conhecido como um dos países mais corruptos do mundo, mas por cá também já houve casos de autarcas que continuaram a merecer a confiança - e elogios - dos seus munícipes, mesmo depois de serem abalados por casos de corrupção. Valentim Loureiro, Isaltino Morais, Fátima Felgueiras, Avelino Ferreira Torres ou Mesquita Machado são apenas alguns deles.