Foi descoberta na Áustria uma rede de túneis e abrigos subterrâneos usada por nazis para desenvolver armas nucleares durante a Segunda Guerra Mundial. A instalação foi encontrada na semana passada nos arredores da pequena cidade de St Georgen an der Gusen, perto de Linz, depois de terem sido detectados níveis significativos e inexplicáveis de radioactividade naquele local. Atrás de várias camadas de terra e placas de granito - utilizadas para cobrir as entradas - os investigadores encontraram uma enorme instalação subterrânea composta por vários túneis.

Acredita-se que os túneis subterrâneos estejam ligados ao campo de concentração Mauthausen-Gusen e que tenham sido construídos utilizando trabalho escravo desse mesmo campo.

Publicidade
Publicidade

Os investigadores - liderados pelo cineasta Andreas Sulzer - referem que a rede, que cobre cerca de 75 hectares, também poderá estar ligada à fábrica subterrânea de Bergkristall, onde o Messerschmitt Me 262, o primeiro avião de caça a jacto, foi construído. Depois da guerra, a fábrica foi inspeccionada pelos Aliados, mas nunca se descobriu o complexo secreto.

Em declarações ao Sunday Times, Sulzer referiu que "prisioneiros dos campos de concentração de toda a Europa foram escolhidos a dedo pelas suas habilidades especiais - físicos, químicos ou outros peritos - para trabalhar neste projecto monstruoso". O cineasta acrescentou também que esta descoberta é como o pagamento de uma dívida "às vítimas", considerando que é um dever "revelar a verdade". Estima-se que cerca de 320 mil trabalhadores escravos terão trabalhado e morrido no local em condições subterrâneas desumanas.

Publicidade

O cineasta mencionou também que este espaço poderá ter sido a maior instalação de armas no Terceiro Reich. De facto, o local e o campo de concentração foram considerados tão importantes para os nazis que o líder da SS, Heinrich Himmler, realizou uma visita em 1941. Entretanto, um relatório de 1944, elaborado por um espião americano da CIA, e descoberto por Andreas Sulzer, observava a existência de um programa de armas secretas nesta área. Apesar de terem sido reunidos vários testemunhos de testes nucleares, até à descoberta deste laboratório nuclear subterrâneo ainda não tinham sido encontradas provas físicas que corroborassem a #História.

Até ao momento já foram recuperados, a partir do complexo, artefactos históricos como capacetes SS e relíquias nazis. Contudo, as escavações estão interrompidas desde a semana passada, após a polícia ter exigido uma permissão especial para a equipa poder continuar a sua investigação, alegando que se trata de um local histórico. Sulzer, porém, está confiante de que as escavações poderão ser reiniciadas brevemente. #Curiosidades