"Em todas as ocasiões as vítimas caminhavam sozinhas quando foram abordadas pelo agressor. Em todas as ocasiões, as vítimas foram agarradas ou tocadas de forma inapropriada pelo agressor" - talvez esta descrição nos transporte, automaticamente, para um cenário comum. Agressor violento, adulto, com força e clara vontade de atacar. Parecia ser um caso normal. A polícia britânica assim o investigava. Até à data em que as vítimas decidiram identificar o agressor. Pela descrição, aparenta ser um jovem, de origem asiática, entre os 12 e os 16 anos.

Nas duas últimas semanas, a polícia de Manchester tem procurado uma só pessoa - aquele que atacou três jovens adolescentes e duas outras mulheres já com vinte anos.

Publicidade
Publicidade

Nos momentos das agressões as vítimas caminhavam sozinhas. Todas as descrições feitas sobre o agressor coincidem. No entanto, e até à data, não existem pistas que possam levar a descobrir quem é o autor destes crimes com teor sexual. Dois suspeitos, com 14 e 18 anos de idade, já foram, anteriormente, detidos para interrogatório, mas nenhum deles foi acusado formalmente.

As vítimas, todas mulheres, declaram que o agressor as intercepta ao sair da Universidade. A verdade é que estes casos já ocorrem há vários dias e as autoridades estão preocupadas por um jovem tão novo já praticar este tipo de crime, salientando que é preciso actuar de forma coesa para que situações deste estilo sejam evitadas.

"Saía da Universidade por volta das 18h15. Fui agarrada por trás por um agressor. Gritei e ele então fugiu. Nesse dia, apresentei queixa e passado 15 minutos, outra vítima apresentou.". ...

Publicidade

É o relato de uma jovem, traumatizada por este crime. As vítimas, que recebem apoio psicológico de profissionais capazes e competentes da área, dizem ter receio de voltar ao campus universitário. A Polícia espera resolver o caso brevemente, de modo a não continuar a permitir que crimes como este permaneçam sem implicações legais na cidade de Manchester. Mais detalhes ainda estão a ser investigados.