A Repsol chegou a um acordo para a compra da companhia Talisman Energy por 6,7 mil milhões de euros, num negócio, aprovado e votado positivamente pelo conselho de administração da empresa. A fusão do grupo irá permitir o reforço da sua posição no mercado, a presença na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) e em mais de 50 países, com a sua mão-de-obra que ultrapassa os 27 mil empregados. Verificou-se já uma oscilação no mercado do petróleo, na economia interna dos países e nos preços dos combustíveis.

"O acordo com Talisman é o resultado de uma análise exaustiva de mais de 100 empresas e ativos em todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Em todas as áreas, a Talisman sempre foi a melhor opção, pela excelente qualidade de seus ativos globais complementares, incluindo o talento dos seus trabalhadores. Com a capacidade da Repsol para suportar o crescimento destes activos existe muito valor a ser realizado - é uma situação win-win", referiu Josu Jon Imaz, Conselheiro Delegado da Repsol.

Este negócio desde logo, e segundo comunicado da empresa, desencadeará um aumento da sua produção para 680 mil barris de óleo por dia e de reservas, equivalente a um valor superior a 2,3 mil milhões de barris de óleo. Caso a transação não seja confirmada, por quebra de compromisso, a Talisman concordou um pagamento à Repsol, enquanto esta comprometeu-se na aquisição da totalidade das ações da companhia canadiana. A empresa espanhola, que recentemente descobriu gás no Caribe Colombiano, fez novo investimento, não no campo exploratório ou inovação tecnológica, mas sim no campo do talento na Talisman. 

Em Portugal, a companhia energética, alcançou uma importante distinção, ainda este ano, sendo eleita a "Escolha do Consumidor", na Categoria de Postos de Abastecimento, pelo "bom atendimento, compreenda-se rapidez na execução e no tempo de espera, bem como em simpatia e qualidade dos serviços.

Publicidade

O questionário da Consumer Choice foi aplicado a 70.000 consumidores residentes em Portugal Continental.

#Negócios