O domingo foi marcado pelas manifestações em França contra o terrorismo do islamismo extremista e em defesa do Charlie Hebdo. Estima-se que três milhões de pessoas tenham saído à rua por toda a França, embora alguns falem em cerca de 4 milhões. Em Paris, concentraram-se 1,5 milhões de pessoas na Marcha Republicana, que contou também com a presença de vários líderes internacionais. Os chefes de Estado e de Governo, já aguardados, deram as mãos e demonstraram igualmente um sinal de união.


O jornal Le Parisien cita um casal de argelinos, Karim e Karima, que afirmavam "não temos o direito de tocar na liberdade", lembrando o terrorismo islâmico que se abateu sobre a Argélia durante vários anos. Já o Libération citava um pai, Jean-Alain, 39 anos, que veio e trouxe o filho Alessandro, de 7 anos, para lhe mostrar o significado da liberdade e da importância de não ter medo. "Viemos aqui para que seja algo de concreto para ele, para que ele veja que toda a gente pensa o mesmo." Lassina Traoré, françês e muçulmano, apontou ao Libération que a manifestação era "um verdadeiro sinal de força da França, unida contra os extremistas." Outros comparavam a manifestação aos dias da libertação de Paris dos nazis, em Agosto de 1944.

Muitos criticaram o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, por não se ter deslocado pessoalmente a Paris, tendo em vez disso enviado o Attorney General Eric Holder, um cargo equivalente ao de Procurador-Geral da República, que estava na cidade para a conferência anti-terrorismo que aí teve lugar. Além disso, numa conferência de imprensa, a porta-voz da Casa Branca recusou-se a responder, quando questionada sobre o motivo da ausência do presidente americano na marcha de Paris. 


Na conferência sobre terrorismo, que juntou 11 ministros da Administração Interna europeus e o Attorney General americano, decidiu-se uma revisão do Tratado de Schengen de forma a reforçar os controlos nas fronteiras. Ficou agendada uma nova conferência sobre segurança e terrorismo internacional em Washintong para o próximo dia 18 de Fevereiro.