A agência meteorológica da Indonésia, a propósito das principais causas da queda do avião da AirAsia, indica que, possivelmente, se deveu a condições atmosféricas adversas. Na passada sexta-feira, a agência publicou um relatório extenso onde consta a informação de que, provavelmente, o motor deve ter sofrido estragos devido ao gelo. Nesse mesmo relatório são descritas, pormenorizadamente, as condições atmosféricas da manhã em que aconteceu o desastre com o avião. Segundo informações da agência dadas à BBC, no local exato onde foi transmitido pela última vez um sinal de localização do avião, as condições climatéricas não eram nada favoráveis, justificando assim a sua premissa. Ainda segundo a agência, o gelo deve ter congelado os aparelhos, estragando-os e levando à queda do avião.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o jornal dos Estados Unidos Wall Street, os responsáveis pela elaboração do relatório indicam que ainda não têm a certeza das causas concretas, pelo que é necessário que este incidente continue a ser analisado. Contudo apontam a turbulência como uma hipótese remota e explicam que a formação de gelo teve, certamente, mais impacto para a queda do avião. Este é o primeiro relatório divulgado sobre as causas do acidente, em que é questionado o que terá este avião de diferente visto terem passado pela mesma rota dezenas de aviões cujos voos decorreram com a devida normalidade.

Como se sabe, o piloto pedira à companhia para alterar a rota com o intuito de não serem atingidos pela tempestade, e pouco tempo depois o contacto com o avião fora perdido. No passado sábado, o Ministério dos Transportes da Indonésia veio dizer que a companhia não estava autorizada a efetuar rotas aéreas, e acusa-a de ter violado as indicações do mesmo, dizendo que esta é a principal responsável pelo problema ocorrido domingo, dia 28 de Dezembro.

As equipas de resgate já conseguiram encontrar 30 corpos, sendo que alguns já estão com as famílias das vítimas. As buscas no mar de Java, local onde ocorreu o acidente, continuarão.

Publicidade