Na passada terça-feira, Barack Obama esteve em Riyadh para prestar a sua homenagem ao falecido rei saudita Abdullah. A sua visita realça a importância da relação existente entre os EUA e a Arábia Saudita. Contudo, os meios de comunicação social têm centrado as suas atenções num pormenor: o facto de Michelle Obama não ter usado um véu na cabeça, tal como manda a doutrina islâmica.

A maioria das mulheres na Arábia Saudita é obrigada a cobrir o cabelo e o rosto com um véu conhecido como niqab. Contudo, esta lei não é obrigatória para estrangeiros e algumas mulheres ocidentais optam por não o usar quando se deslocam ao país.

Publicidade
Publicidade

Foi o caso de Michelle Obama. A primeira-dama dos Estados Unidos da América (EUA) recusou usar um véu na cabeça, ao que parece, para chamar a atenção para as severas restrições de que são vítimas as mulheres sauditas. Apesar de, noutros eventos oficiais, outras mulheres não terem usado véu, a decisão de Michelle causou reboliço nos meios de comunicação social.

Embora não tenha usado um véu, Michelle Obama vestiu-se de forma conservadora, com calças pretas e um casaco longo, indumentária muitas vezes escolhida pelas mulheres ocidentais que visitam o reino. Contudo, devido ao facto de estar com a cabeça destapada, alguns membros da delegação saudita - constituída apenas por homens - recusaram-se a apertar a mão da primeira-dama norte-americana, e simplesmente acenaram com a cabeça.

Apesar de toda a polémica, Michelle Obama está longe de ser a única mulher que se recusou a cobrir a cabeça.

Publicidade

Laura Bush também manteve a cabeça desnuda durante a reunião com o falecido rei Abdullah, em maio de 2008. A chanceler alemã, Angela Merkel, também não usou véu na sua visita ao palácio do Rei Abdullah, em 2010. E Hillary Clinton, numa visita durante o ano de 2012, também manteve a sua cabeça destapada. Antes de viajarem para o Médio Oriente, a comitiva Obama esteve na Índia, onde o presidente fez um discurso relacionado com a tolerância religiosa e com os direitos das mulheres. #Curiosidades #Religião