Em Donestsk e Luhansk, o clima de tensão entre o exército ucraniano e os rebeldes pró-russos provocaram a morte de seis cidadãos ucranianos, dos quais quatro soldados e dois civis. Este confronto ocorreu depois de vários camiões, provenientes da Rússia, terem entrado em solo ucraniano, para alegada ajuda humanitária. As conversações de paz, que terão lugar na próxima semana em Berlim, certamente serão feitas num clima de grande tensão entre a Ucrânia e a Rússia. Entre os motivos de disputa entre os dois países está em causa o não cumprimento de um empréstimo concedido pela Rússia, na ordem de 3 mil milhões de euros, feito há cerca de um mês.

Publicidade
Publicidade

A Rússia solicitou o pagamento antecipado deste montante, contudo devido aos graves problemas económicos e financeiros, a Ucrânia não poderá liquidar o empréstimo prontamente.

A acrescentar que os confrontos entre as tropas da Ucrânia e da Rússia têm persistido, mesmo depois de um acordo de cessar-fogo realizado no início do passado mês de Setembro. O número de vítimas tem aumentado de dia para dia, e já se contabilizaram cerca de 5000 mortos. A Guerra de Donbass, pelo qual é conhecido o conflito no Leste da Ucrânia, começou no passado ano depois das polémicas manifestações na cidade de Kiev, que conduziram à demissão do Presidente Viktor Yanukovych. Pouco depois a zona da Crimeia foi ocupada pelas tropas russas. Para Arseni Latseniuk, o Primeiro-Ministro da Ucrânia, há quase um ano que o seu país está "à beira do desastre", e volta a apelar a Putin que retire as forças armadas.

Publicidade

Após a Rússia ter anunciado que deslocará os seus exércitos militares, o Ocidente tenta delinear estratégias que impeçam que as tropas russas se concentrem na zona da Crimeia, localizada na península do Sul da Ucrânia. Desde Abril que o confronto não cessa de crescer, apesar das sanções económicas impostas à Rússia. Esta tem tentado responder também, nomeadamente através de imposições económicas feitas à Ucrânia, país que tudo tem feito para se aproximar da Europa Ocidental e da NATO.