Pelo menos 100 pessoas morreram e cerca de 30 ficaram, hoje, feridas na sequência de várias avalanches, no norte do Afeganistão. As avalanches foram desencadeadas por fortes tempestades de neve que atingiram a região. Segundo as autoridades afegãs, os números oficiais de mortos e feridos poderão ainda aumentar, uma vez que há muita gente desaparecida. As buscas estão dificultadas pela falta de meios e encerramento das estradas.

As avalanches de neve atingiram várias províncias localizadas na zona mais montanhosa, no norte do Afeganistão. A zona mais atingida foi a província de Panchir onde, segundo o governador Abdul Rahman Kabiri, se registaram 90 mortes até ao momento.

Publicidade
Publicidade

Também nas províncias de Laghman, Nangahar e Bamiyan, várias pessoas acabaram por perder a vida devido às avalanches. Além das vítimas mortais, quase 30 pessoas ficaram feridas. Mais de uma centena de casas ficaram destruídas e as estradas principais encontram-se bloqueadas, o que vem dificultar ainda mais as buscas por sobreviventes. As autoridades contam com a ajuda das populações para libertar os sobreviventes que se encontram presos na neve.

O governo local já pediu a ajuda do governo central, uma vez que consideram que se não forem fornecidos os meios necessários, como máquinas e alimentos, o sucedido pode-se "transformar num desastre". Pede-se ainda que seja declarado Estado de Emergência no local, para evitar que o número de mortos venha a aumentar. Um sistema de ajuda humanitário poderá ser aqui activado nas zonas mais afectadas.

Publicidade

As condições meteorológicas têm sido bastantes adversas este ano no Afeganistão. Após um período do inverno bastante seco, ao longo dos últimos dois dias a neve tem caído sem parar, e as previsões são para que continue durante mais dois dias. O país já tinha recebido milhares de milhões de euros para evitar que situações como estas voltassem a acontecer. A neve é de importância vital para as populações localizadas no norte do Afeganistão, que se dedicam à agricultura e dependem do derretimento da neve na montanha, na Primavera e Verão para regar as plantações. #Natureza