Com o aumento de temperatura dos últimos tempos, muitas alterações ambientais são sentidas claramente por toda população e muitas explicações sobre o assunto são omitidas. Contudo, geram consequências desastrosas para todos nós. No Brasil, um exemplo disso são as águas vivas que causam numeroso casos de queimaduras nos banhistas, sobretudo quando estão junto ao mar. Isto ocorre devido à alta temperatura do oceano, que faz com que esses seres se dispersem nas águas, procurando locais mais frios para a sua própria sobrevivência.

Muitos acham que estes e vários outros casos, que ocorrem devido às altas temperaturas, acontecem devido a um ciclo natural, mas poucos sabem que nós é que somos o maior culpado, quiçá os únicos culpados por essas alterações.

Publicidade
Publicidade

Um exemplo disso são os numerosos prédios construídos com materiais que contribuem para as ilhas de calor.

Ilhas de calor na cidade de São Paulo

São Paulo é uma metrópole que até à data pouco se preocupava com as questões ambientais. Só recentemente começamos a ver mudanças na construção de prédios, agora construídos com espelhos e materiais que não absorvem grande quantidade de raios solares. Esta nova atitude pode ajudar à diminuição da temperatura, mas estas são uma consequência de comportamentos errados no passado. Porém, só agora é que refletimos sobre o assunto.

Consequências das descargas incorretas das indústrias

As indústrias também fazem parte do vilão da alta temperatura nas cidades, uma vez que algumas utilizam a água do mar para arrefecimento e descarga das águas contaminantes provenientes da industrialização.

Publicidade

Esta prática contribui ainda mais para eliminar espécies aquáticas e aumentar a morte de animais marinhos afetados pela mudança brusca na temperatura. Bem como para gerar partículas contaminantes que podem afetar o seu ciclo, alimento e percurso para sobreviver.

Uma solução branda para a atual situação pode custar caro, mas a longo prazo pode ser paga facilmente, trazer benefícios à #Natureza e levar-nos a uma nova postura para minimizar danos que só prejudicam a nós mesmos e ao meio em que vivemos.

Muitas indústrias já possuem a instalação de tanques, para elevar a descarga da água já utilizada e de alta temperatura e, após o seu arrefecimento, esta água é reutilizada para consumo próprio, trazendo um ciclo benéfico para sua própria produção e para o meio #Ambiente.

Existem várias outras soluções que devem ser estudadas para reaproveitamento, pois reaproveitando podemos devolver ao meio natural um ar menos poluído e uma água de melhor qualidade para uso dos seres vivos, que tanto necessitam dela para manter seu próprio ciclo. Usando o necessário e poluindo cada vez menos, vivemos cada vez mais, melhor e em harmonia com o nosso planeta.