Ao som dos petardos e fogo-de-artifício, para afugentar os maus espíritos, as famílias reuniram-se na madrugada desta quinta-feira, na China, para dar oficialmente as boas-vindas ao Ano da Cabra. Tal como se festeja no mundo Ocidental o Natal e Réveillon, também na China se celebra de forma efusiva a passagem do calendário lunar. O ano de 2014, ano do cavalo, foi um ano favorável e auspicioso, uma vez que este animal simboliza movimento e é um dos #Animais chineses mais favorecidos. Em 2015 a cabra será o animal que regerá todo o calendário lunar, o que no mundo ocidental equivale ao signo de caranguejo.

De acordo com a tradição chinesa, a cabra é um bicho mais direccionado para seguir os outros em vez de liderar, daí que os casais chineses se tenham apressado a ter filhos antes do novo ano, para que a criança nasça ainda no auspicioso ano do cavalo. Seguindo esta superstição, muitos chineses acreditam que quando estas crianças depois de crescerem serão infelizes no casamento e não terão sucesso nos negócios pois, de acordo com o ditado popular, apenas 10% das pessoas nascidas durante este ano irá encontrar a felicidade.

Cada um dos doze animais do zodíaco chinês apresenta virtudes e defeitos mas a cabra ganhou mesmo uma má reputação. Dos favoritos, destaque para o dragão, tigre e cavalo, até os ratos e as cobras estão associados à boa sorte, enquanto que a cabra tem, de acordo com algumas interpretações, pouca qualidade. Superstições à parte, o ano da cabra chegou na verdade e esta quadra representa para muitos trabalhadores chineses as únicas folgas, pontes ou férias que terão no ano. Também as escolas, tal como os funcionários da administração das empresas estatais, pararam pelo menos uma semana.

As lanternas vermelhas, símbolo tradicional da festa, vão decorando os edifícios e cabras de vários tamanhos ornamentam as lojas e os centros comerciais. Porém, sendo a China um país de superstição aqui fica mais uma. Diz a mitologia chinesa que as pessoas correm sempre perigos especiais no ano do seu signo. #AnoNovo2016