Por ocasião do Dia dos Presidentes, comemorado nos Estados Unidos da América desde 1879 na terceira segunda-feira de fevereiro, o Washington Post publicou um estudo recente da Associação Americana de Ciência Política, onde se classificava a actuação dos 44 presidentes da história norte-americana. Com base em critérios de agenda, liderança interna e externa, autoridade moral e o legado, 391 académicos classificaram, como melhor presidente da história dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, com uma média de 95 pontos em 100. Atrás do nome do homem que pôs fim à Guerra Civil, fundou o partido Republicano e acabou com a escravatura em solo norte-americano surgem respectivamente os nomes de George Washington, o primeiro chefe de estado americano e de Franklin Roosevelt, o presidente que ajudou os Estados Unidos a sair da Grande Depressão e conduziu o país durante a II Guerra Mundial. Outros nomes presentes neste top 10 foram os presidentes Teddy Roosevelt, Thomas Jefferson, Harry S. Truman, Dwight D. Eisenhower, Bill Clinton, Andrew Jackson e Woodrow Wilson. #Curiosidades



Mas se Lincoln lidera a lista como melhor presidente, em sentido oposto como lanterna vermelha entre os 44 presidentes, encontra-se o nome de James Buchanan, o décimo quinto presidente dos Estados Unidos, cujo mandato ficou marcado pelo desencadear da Guerra Civil entre o norte abolicionista da escravatura e o sul esclavagista. Na lista como piores presidentes, a Buchanan juntam-se ainda outros nomes como Warren Harding, Andrew Johnson, Franklin Pierce e William Harrison. Todos têm em comum o facto de terem tido mandatos mais pequenos em comparação com o habitual.


Já entre as maiores surpresas está o facto de Ronald Reagan, um dos chefes de estado norte-americanos mais amados e um dos nomes responsáveis pelo fim da Guerra Fria, não constar no top 10 dos melhores presidentes. E ainda o facto de John F. Kennedy ficar atrás de Bill Clinton que consta no top 10, algo nunca visto em estudos anteriores onde o antigo presidente democrata - protagonista do mediático escândalo sexual com a estagiária da Casa Branca, Monica Lewinsky, que quase lhe custou o lugar - ser citado normalmente abaixo de Kennedy, Reagan ou Wilson.


Em relação ao actual chefe de estado em actividade, Barack Obama foi classificado em 18º lugar, atrás não só de Clinton ou Eisenhower, mas também de Reagan, Johnson, Kennedy e George Bush (pai). A meio do pelotão, Obama está à frente de Gerald R. Ford, Jimmy Carter ou Richard Nixon ou George W. Bush.


Porém, os especialistas apontam que é cedo para se avaliar plenamente os mandatos dos últimos presidentes, Obama e Bush. A história tem demonstrado que o tempo molda a opinião sobre o legado dos ex-presidentes - é o caso de Eisenhower e Clinton. E assim, os próximos dois anos do mandato de Obama podem revelar-se cruciais para determinar se o seu legado poderá colocá-lo entre os melhores presidentes da sua nação.